Desafios Ambientais das Américas São Discutidos no Brasil

Caro leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (10/06) no site oficial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que Desafios Ambientais das Américas são discutidos no Brasil.

Duda Falcão

NOTÍCIA

Desafios Ambientais das Américas São Discutidos no Brasil

Por INPE
Publicado: Jun 10, 2019

São José dos Campos-SP, 10 de junho de 2019

A 27ª Conferência das Partes do Instituto Interamericano para Pesquisas em Mudanças Globais (IAI) aconteceu em Brasília, nos dias 5 e 6 de junho, com a participação do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e abertura realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

"Os problemas ambientais e climáticos não reconhecem fronteiras e as soluções que dependem de pesquisa e desenvolvimento  não poderão florescer sem um esforço conjunto", ressaltou Julio Semeghini, secretário-executivo do (MCTIC). "A realização desta conferência no Brasil é uma sinalização clara do nosso compromisso com a pesquisa para a biodiversidade, ecossistemas, recursos hídricos, oceanos, zonas costeiras, atmosfera, espaço e clima".

Através do INPE, o Brasil foi a sede do IAI durante 18 anos, de 1994 a 2012, período em que a rede de pesquisas se consolidou. Atualmente, o IAI está sediado no Uruguai.

Jean Ometto, chefe do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do INPE, destaca que entre os signatários do acordo de constituição do IAI estão todas as economias mais importantes do continente, como Estados Unidos, Canadá, Brasil, México, Argentina e Chile.

"O INPE tem participado e contribuído ao IAI fortemente nos últimos anos. Discutimos com os outros países das Américas as questões relevantes sobre mudanças ambientais globais e, também, contribuímos em programas de capacitação. A realização da CoP no Brasil foi muito importante para ressaltar à sociedade e aos tomadores de decisão a importância da ciência na caracterização, qualificação e enfrentamento dos impactos das mudanças ambientais globais", destaca Ometto.

Rede de Pesquisa

O IAI foi criado durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992, para abordar as mudanças globais no âmbito das Américas e promover trabalhos de pesquisa cooperativa multinacional.

Busca o intercâmbio de informação científica para melhor compreender os fenômenos das mudanças globais e suas implicações socioeconômicas. Atualmente, o Instituto conta com a participação de 19 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

O atual programa de redes de pesquisa, iniciado em 2013 com término previsto para 2019, está financiando nove projetos para estudar os fenômenos de mudanças globais em seu contexto social, por meio da cooperação multinacional.

Mais informações: www.iai.int

Conferência do IAI em Brasília.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes