Deputado Hildo Rocha o Será Relator do Acordo Entre Brasil e EUA Sobre o CLA em Alcântara

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada dia (14/05) no site “G1” do globo.com, destacando que o Deputado Federal do Maranhão, Hildo Rocha (MDB-MA) será relator do Acordo entre Brasil e EUA sobre o CLA em Alcântara.

Duda Falcão

MARANHÃO

Hildo Rocha Será Relator do Acordo Entre Brasil e EUA Sobre o CLA em Alcântara

Acordo assegura o lançamento de foguetes e satélites americanos no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. A previsão é que seja entregue até o dia 23 de junho.

Por G1 MA, TV Mirante — São Luís, MA
14/06/2019 - 12h57
Atualizado há 3 horas


O deputado federal do Maranhão, Hildo Rocha (MDB-MA), foi escolhido para ser o relator do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) assinado entre o Brasil e os Estados Unidos. O acordo assegura o lançamento de foguetes e satélites americanos no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no litoral do estado.

O relatório inicial será feito por deputados federais. De acordo com o Hildo Rocha, a previsão é que o relatório seja entregue até o dia 23 de junho. Caso seja aprovado, ele segue para tramitação na Câmara dos Deputados e em seguida, para a votação no Senado Federal.

“Eu quero entregar no máximo, até o dia 23 [de junho]. Para que ele entre logo em pauta na semana seguinte, e assim, nós possamos aprovar ele. Em seguida, ele deve vai tramitar na Câmara e seguir para o Senado”, explicou.

Foto: Reprodução/TV Mirante
Deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA) será o relator do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) assinado entre o Brasil e os Estados Unidos.

Segundo o deputado, o relatório trata apenas da garantia que a tecnologia americana implantada no Maranhão não seja pirateada. Além disso, Hildo Rocha disse que com o acordo não vai tirar do Brasil a soberania em relação ao CLA. O deputado afirmou que o Centro de Lançamento também poderá lançar satélites e foguetes de outros países.

“Os brasileiros continuarão a administrar a base, um local que poderá ser utilizado para lançar o foguete, o satélite americano, assim como também os foguetes de outros países. É assim que procede. É uma prestação de serviço (…) não há perca de soberania, aqui apenas está se garantindo os elementos tecnológicos das aeronaves, foguetes e satélites que serão lançados a partir da base espacial de Alcântara, que a partir de agora, passa a ser inserida no cenário mundial bilionária que é a indústria aeroespacial”, disse.

Foto: Arquivo
Acordo prevê que os Estados Unidos usem a Base de Alcântara, no Maranhão, para lançamento de foguetes e satélites.

A previsão segundo os deputados, é que com o acordo, seja arrecadado U$ 3,5 bilhões por ano. O deputado explicou que o texto presente no acordo usa como base os exemplos da China e Rússia, que possuem centros de lançamento de foguetes que são usados por outros países. Além disso, o texto do relatório proíbe que seja feito qualquer experiência bélica.

“O Brasil está fazendo um acordo de prestação de serviço e se não houver ele, inviabiliza toda a Base de Alcântara já que 80% dos foguetes e satélites produzidos no mundo inteiro tem tecnologia americana. A China já fez um acordo desses, porque a China também tem base de lançamento. A Rússia também já fez nos mesmos moldes do que nós estamos fazendo e por isso, não há perca de soberania.

Para o Maranhão, o deputado reforçou que a medida deve ajudar economicamente o estado criando oportunidade de emprego e renda no município de Alcântara, além da arrecadação de impostos para o estado.

“O Maranhão vai ganhar muito, vai ganhar bastante com esse acordo, porque nós vamos viabilizar economicamente a Base de Alcântara, viabilizar o município e a baixada maranhense. Ele vai criar oportunidades de emprego e renda, nós vamos passar a ter acesso a tecnologias espaciais de engenharia, assim como receberemos receitas tributárias para o município e o estado”, finalizou.

Foto: Reprodução/TV Mirante
Técnicos visitam o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.


Fonte: Site “G1” do globo.com - 14/06/2019

Comentário: Pois é leitor, tomara mesmo que esse Deputado (como parece esta a notícia demostrar) esteja realmente antenado com a aprovação deste acordo. Anos de falta de visão, seriedade, compromisso, escolhas estapafúrdias e de desperdício de oportunidades em prol de uma crença ideológica de merda, nos trouxeram a esta situação de atraso, e vale dizer, pra sermos justos, que não só por causa desses esquerdopatas (coisa que precisa ser registrada), sendo agora a nossa esperança de que finalmente o PEB venha ter o rumo que todos nós esperamos, estando este desenvolvimento atrelado necessariamente à assinatura deste acordo, bem como de outras ações que precisam ser ainda tomadas pelo governo.  A verdade é que estamos correndo contra o tempo, não há mais tempo para erros e fata de compromisso com o nosso programa espacial, porém confesso que diante do que vejo, até que me provem do contrario, minha confiança só diminui. Aproveitamos para agradecer ao nosso leitor Jahyr Jesus Brito pelo envio do vídeo que acompanha essa matéria.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022