NanosatC-Br1 Completa 5 Anos e Incentiva Jovens ao CubeDesign

Caro leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (21/06) no site oficial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o Nanosatélite NanosatC-Br1 completou 5 Anos no Espaço incentivando com isso aos jovens participarem do CubeDesign no instituto.

Duda Falcão

NOTÍCIA

NanosatC-Br1 Completa 5 Anos e Incentiva Jovens ao CubeDesign

Por INPE
Publicado: Jun 21, 2019

São José dos Campos-SP, 21 de junho de 2019

Lançada em 19 de junho de 2014, a primeira missão espacial brasileira baseada em cubesat mantém sua bem-sucedida operação em órbita, superando com folga a sua vida útil prevista. O cubesat NanosatC-Br1 traduz o pioneirismo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que investe continuamente na capacitação de recursos humanos e, desde o ano passado, promove a CubeDesign, primeira competição de nanossatélites do Brasil.

O projeto NanosatC-Br é coordenado pelo INPE em colaboração com universidades brasileiras e o apoio da Agência Espacial Brasileira (AEB). Desde o lançamento, há 5 anos, as informações do NanosatC-Br1 são rastreadas e coletadas por uma extensa rede de radioamadores no Brasil e no exterior. Na data do quinto aniversário, os dados (imagens abaixo) foram recebidos na Alemanha por Rainer Rothe e Mike Rupprecht, e retransmitidos a Paulo Leite em Boa Vista (RR), todos radioamadores que colaboram com o projeto desde o início.

Mais informações: www.inpe.br/crs/nanosat

CubeDesign

Para incentivar e identificar novos talentos em engenharia espacial, o INPE realizará o 2° CubeDesign, uma competição voltada à inovação e mobilização dos jovens para a ciência e tecnologia. Será de 24 a 27 de julho, em São José dos Campos (SP), com categorias de acordo com o estágio dos participantes, que podem ser alunos do ensino médio e fundamental, universitários e mesmo jovens profissionais de instituições e empresas brasileiras.

Na categoria "CubeSat", as equipes poderão simular as condições de lançamento e funcionamento operacional do satélite, com foco em cargas úteis, estrutura, supervisão de bordo, suprimento de energia e comunicações.




Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: Pois é leitor, não há como negar o sucesso não só do NanosatC-Br1, bem como do Programa NanosatC-BR como um todo, programa este coordenado pelo Dr. Nelson Schuch no INPE de Santa Maria-RS, e pelo Dr. Otávio Cupertino Durão no INPE-SJC. Vale dizer também que o NanosatC-Br-1 é o mais bem sucedido e longiniano nanosatélite já desenvolvido no Brasil e que ainda está operacional em órbita. Assim é muito natural que qualquer evento que fosse criado para estimular esta área baseado no seu sucesso, seria bem sucedido, por isso que é necessário termos profissionais competentes, com comprometimento, visão e atitude e obviamente preocupados com a educação. Parabéns ao INPE  (SM/SJC) pelo Programa NanosatC-BR e pela segunda edição do evento CubeDesign. Entretanto acredito que todos ainda aguardam com ansiedade notícias tanto sobre o lançamento do NanosatC-Br2, quanto pela continuidade ou não do Programa NanosatC-BR.

Comentários

  1. Pô, sacanagem, mas o Facebook, não deixa compartilhar nada referente a este blog. Nem copiando ou colando o link, dizem que esta página foi denunciada :

    "Sua mensagem não pode ser enviada pois ela tem conteúdo que outras pessoas no Facebook denunciaram como abusivo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ricardo!

      É verdade, a página eu desativei a tempos depois de denúncia de um irresponsável. Porém resolvi assim mesmo não brigar por isso junto ao Facebook, pois a existência de duas paginas estava muito cansativa. Sendo assim deixei pra la, valeu?

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Ouviu o Barulho no Céu? Entenda o Fenômeno Que Assustou os Brasileiros no Último Final de Semana

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro