Pesquisadores Poderão Viajar ao Espaço Para Realizar Experimentos Científicos

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (31/01) no site “Canaltech” destacando que Pesquisadores poderão viajar ao espaço para realizar experimentos científicos.

Duda Falcão

HOME - CIÊNCIA – ESPAÇO

Pesquisadores Poderão Viajar ao Espaço Para Realizar Experimentos Científicos

Por Daniele Cavalcante
Canaltech
Fonte: Space News
31 de Janeiro de 2020 às 20h20

A NASA está planejando permitir, pela primeira vez, que pesquisadores voem junto com suas cargas científicas em espçonaves suborbitais de empresas comerciais. Até então, eles podiam propor cargas para voar na New Shepard da Blue Origin ou na SpaceShipTwo da Virgin Galactic, mas os equipamentos precisavam ser automatizados, pois não haveria ninguém para manuseá-los.

Nesta semana, a agência espacial publicou um rascunho de solicitação buscando cargas para seu programa Flight Opportunities, que fornece viagens em balões de alta altitude, aeronaves e veículos comerciais suborbitais, incluindo as espaçonaves reutilizáveis da Blue Origin e da Virgin Galactic. De acordo com o rascunho, os cientistas podem agora propor voar com suas cargas nesses veículos.

Para serem lançadas no programa da NASA, as cargas teriam que se encaixar em duas categorias, segundo o documento. Uma é para pesquisas ligadas aos planos de exploração lunar da NASA e para apoiar atividades comerciais além da órbita da Terra. O outro é para pesquisas ligadas a utilizações comerciais do espaço suborbital e da baixa órbita terrestre. Os pesquisadores podem buscar até US$ 650.000 em projetos na primeira categoria e US$ 450.000 em projetos na segunda.

Pesquisadores que quiserem voar com suas cargas teriam que aceitar alguns termos da lei federal sobre voos espaciais, reconhecendo que esses veículos não foram certificados como seguros pela Administração Federal de Aviação. "A NASA não tem responsabilidade de segurança por voos suborbitais realizados sob esta solicitação", declara o rascunho. O projeto também exige que os veículos tenham um histórico de voos e não pode ter mais de um acidente em lançamentos ou reentradas nos últimos 14 voos.

(Foto: Blue Origin)
Módulo de tripulação da Blue Origin New Shepard, um sistema de lançamento reutilizável suborbital com decolagem vertical.

Essa ideia não é uma novidade. Na verdade, o assunto tem sido discutindo há alguns anos. Em 2013, Lori Garver, na época vice-administradora da NASA, anunciou em uma conferência que a agência suspenderia os regulamentos que proíbem pessoas de voarem com suas cargas úteis. No entanto, a NASA atrasou essa decisão por algum tempo devido a atrasos no desenvolvimento de veículos tripulados suborbitais comerciais.

O assunto voltou à tona em outra conferência de pesquisa suborbital no final de 2017. A NASA disse que consideraria mudar as regras para permitir a viagem dos pesquisadores, mas até agora as mudanças ainda não haviam sido oficializadas.

Outras agências governamentais, em outros países, também já anunciaram planos de transportar pesquisadores em veículos suborbitais. Em outubro, a Força Aérea Italiana assinou um acordo com a Virgin Galactic para um voo de pesquisa na SpaceShipTwo, incluindo três pessoas. Para os especializados na pesquisa suborbital, essa mudança é um grande avanço. "Pensamos durante muito tempo que a NASA deveria adotar isso", disse Alan Stern, vice-presidente da divisão de ciência e engenharia espacial do Southwest Research Institute. "Eu não poderia estar mais animado."

Stern disse que ao permitir que pesquisadores viagem com suas cargas, não haverá mais necessidade de automatizá-las. Isso sem dúvidas deve reduzir os custos do desenvolvimento dessas cargas, que geralmente são equipamentos científicos e ferramentas para experimentos no espaço.

Em relação aos riscos de algum acidente acontecer nos voos, Sten observou que muitos cientistas estão acostumados a trabalhar em condições extremas e perigosas. A NASA está agora aguardando respostas sobre o rascunho e espera lançar uma versão final da solicitação até o final de fevereiro. "Espero que os pesquisadores sejam selecionados pela NASA para voar em voos espaciais com seus experimentos antes do final do ano", disse Stern.


Fonte: Site Canaltech -  https://canaltech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

Da Sala de Aula para o Espaço