Satélite Amazônia-1 Começa a Ser Fechado Para a Realização de Testes Ambientais

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (10/02) no site “Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)” destacando que o Satélite Amazônia-1 começa a ser fechado para a realização de Testes Ambientais. 

Duda Falcão

NOTÍCIAS

Satélite Amazônia-1 Começa a Ser Fechado Para a Realização de Testes Ambientais

Por INPE
Publicado: Fev 10, 2020

São José dos Campos-SP, 10 de fevereiro de 2020

O primeiro satélite de sensoriamento remoto totalmente desenvolvido no país e pelo INPE, o Amazônia-1, está em processo de fechamento das laterais do módulo de serviço, a Plataforma Multimissão, no Laboratório de Integração e Testes (LIT), em São José dos Campos (SP). Essa fase marca a transição dos testes do satélite, antes realizados com suas laterais abertas, para uma fase que estará totalmente fechado, já com seus sistemas e subsistemas de modelo de voo em seu interior.

Após o seu fechamento, serão realizados testes sistêmicos, que antecedem os primeiros ensaios ambientais, que englobam os testes dinâmicos – de vibração - e térmicos, em condições de vácuo. A campanha de testes do Amazônia-1 teve início em junho do ano passado, no LIT.

O satélite será lançado do Centro de Lançamento Sriharikota (SHAR), na Índia, pelo foguete PSLV (Polar Satellite Launch Vehicle). O lançamento está previsto para setembro deste ano.

O Amazônia-1 levará a bordo um imageador similar ao dos satélites CBERS-4 e 4A, desenvolvidos em parceria com a China e atualmente em órbita, cujas imagens são de interesse ao monitoramento ambiental da região amazônica, entre outras aplicações.



Fonte: Instituto nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) - http://www.inpe.br 

Comentário: Pois é leitor, finalmente estamos nos aproximando dos capítulos finais da maior novela do “Patinho Feio” na atualidade, e talvez do mundo, o tão esperado lançamento do Satélite SSR-1 (Satélite de Sensoriamento Remoto -1) da antiga Missão Espacial Completa Brasileira (MECB)” dos anos 80, e que hoje é denominado de Satélite Amazonia-1. Esse desempenho e trajetória esdrúxula não podem continuar, isto é, se o Governo Bolsonaro realmente demonstrar que quer transformar a história dessa piada denominada Programa Espacial Brasileiro (PEB).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

Da Sala de Aula para o Espaço