Observatório Nacional Lança Nova Versão do Passeio Virtual

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (15/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que o Observatório Nacional (ON) lançou nova versão do seu Passeio Virtual.

Duda Falcão

Observatório Nacional Lança Nova
Versão do Passeio Virtual

Ascom do ON
15/07/2013 - 15:05

O Observatório Nacional (ON/MCTI) lançou uma versão do Passeio Virtual para smartphones e tablets. A atração – que foi ampliada, incorporando novos ambientes – pode ser acessada na página da instituição na internet.

Agora o visitante virtual poderá ver a Grande Luneta Equatorial de 46 centímetros, instalada em 1922, que permitiu ao Brasil ingressar nos programas internacionais de observação de estrelas duplas visuais, planetas, asteroides, cometas, eclipses solares e lunares. E também o Relógio de Sol, que marca as horas do dia pela própria luz do Sol, define o mês, a constelação, a estação do ano e os pontos cardeais.

O passeio permite, ainda, conhecer a estação sísmica, que, desde 1920, capta e registra as vibrações mecânicas do movimento do solo, além do interior do Pavilhão Luiz Cruls, antiga Sala da Hora, onde hoje funciona a Divisão de Atividades Educacionais.

Prédios e Instrumentos

A primeira versão do Passeio Virtual pelas dependências do ON foi lançada no fim de 2011. O objetivo é mostrar ao visitante os detalhes não somente da arquitetura eclética de seus prédios quase centenários como também dos seus instrumentos científicos.

Na visita é possível conhecer a biblioteca e seu acervo especializado nas áreas de astronomia, geofísica, tempo e frequência e outras ciências exatas. E percorrer o espaço bucólico do Observatório Nacional, patrimônio histórico e cultural do país.

O público pode ver também os sismógrafos e gravímetros que fazem parte da Rede Brasileira de Observatórios e Padrões Geofísicos; o telescópio Heliômetro, instrumento de alta precisão que monitora diariamente as variações da forma e do volume do Sol; o Serviço da Hora, a partir do qual é disseminada a Hora Legal Brasileira, gerada a partir de um conjunto de nove relógios atômicos; e seu acervo histórico de equipamentos de determinação de sinais horários, entre outros ambientes.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial