CBERS-3: Contagem Regressiva

Olá leitor!

Segue uma notícia postada ontem (30/07) no site “Ciência Hoje On-Line” destacando o Satélite CBERS-3 encontra-se em contagem regressiva para o seu lançamento.

Duda Falcão

Especiais / Reunião Anual da SBPC 2013

CBERS-3: Contagem Regressiva

Satélite brasileiro desenvolvido em parceria com a China deve
entrar em órbita ainda este ano. Em videoentrevista, presidente
do INPE explica a importância dessa audaciosa empreitada.

Por: Henrique Kugler
Ciência Hoje On-Line
Publicado em 30/07/2013
Atualizado em 30/07/2013

(imagem: INPE)
Concepção artística do CBERS-2 em órbita. O satélite foi lançado
em outubro de 2003 e deixou de funcionar em janeiro de 2009.

A notícia está confirmada: o CBERS-3, satélite brasileiro desenvolvido em parceria com os chineses, deverá ser lançado em outubro deste ano. Mas o que é, afinal, o Programa CBERS? A sigla, em inglês, significa Satélites Sino-brasileiros de Recursos Terrestres – empreitada que ambiciona lançar ao espaço sistemas de sensoriamento remoto com o objetivo de produzir imagens e coletar dados sobre nosso planeta.

“Os altos custos dessa tecnologia tornam os países em desenvolvimento dependentes das imagens fornecidas por equipamentos de outras nações”, lê-se no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). É exatamente essa a lacuna que o Programa CBERS visa preencher.

Três desses importantes satélites já foram lançados, mas não estão mais em operação: o CBERS-1, o CBERS-2 e o CBERS-2B. E, no afã desse desafio tecnológico, é grande a expectativa para o sucesso do CBERS-3.

É claro que o tema – estratégico para o país – não poderia ter ficado de fora da 65ª Reunião Anual da SBPC, que aconteceu na semana passada em Recife (PE).

Em videoentrevista concedida à CH On-line durante o evento, o atual presidente do INPE, o engenheiro Leonel Perondi, comentou o histórico do programa e falou também sobre a importância de termos um sistema próprio de monitoramento de recursos terrestres.

No embalo, o geólogo Paulo Martini, também do INPE, explicou as inúmeras aplicações que as imagens de satélite têm para a ciência e para a sociedade – mencionando exemplos muito práticos de como os sistemas de sensoriamento remoto impactam diretamente nosso cotidiano.

Entrevista do Leonel Perondi e do geólogo Paulo Martini
sobre o Programa CBERS - Site Ciência Hoje On-Line


Fonte: Site Ciência Hoje Online - http://cienciahoje.uol.com.br

Comentário: Bom, primeiramente é preciso que se diga que na realidade não tem nada confirmado, apenas existe a vontade de se lançar o satélite agora em outubro, e estão trabalhando para atingir esse objetivo. Afinal, é mais que sabido que o Programa Espacial Brasileiro tem um sério problema com prazos, portanto é uma expectativa bem possível, mas não é uma certeza. Dito isso, aí passamos para o problema da insegurança causada pela a não realização correta no processo de preparação do satélite, após o incidente envolvendo os conversores DC/DC fabricados pela empresa americana MDI, que segundo os próprios técnicos do INPE (ligados os SindCT) deveria ter sido realizado num prazo maior, entre 1.5 e 2 anos, e diante do que parece ser pressão política, será lançado em 2013, colocando assim em risco a missão e a imagem do Programa Espacial Brasileiro, já tremendamente abalada pelas trapalhadas protagonizadas pelos nossos desgovernantes energúmenos. Só nos resta agora rezar para não sair nada errado. Gostaríamos de agradecer ao leitor paulista José Ildefonso pelo envio dessa notícia.

Comentários

  1. "O QUE É A ÚLTIMA ESPERANÇA"

    O que lhe vem á mente quando toma conhecimento das barbaridades aplicadas contra o PEB, ou ouve a expressão " CANÇELAMENTO DO NOSSO MOTOR L-75"? Muitos abgenados como o futuro do progresso científico do BRASIL, pensarão, acabou......faliu.......fim de um sonho! Na realidade, no decorrer dos anos anteriores, o país desenvolveu pouca tecnologia, em consequência do desleixo dos DONOS DA SABEDORIA E DA VERDADE EM BRA, tem sido descobertas , que o conhecimento científico não lhes trazem beneficio político para os manter no poder da ganância e do enriquecimento ilícito, essa é a grande verdade, conhecida por todos nós, pesquisadores inveterados.
    No entanto, o que é a última esperança, e qual é seu significado para os que vivem no século 21? Enciclopédia e dicionários lhe dirão que é uma virtude básica para se continuar a lutar por um ideal. No decorrer dos séculos, muitos cientistas sacrificaram a vida a favor do que achavam ser causas dignas, no nosso caso a liberdade do nosso Brasil, das amarras dos lárapios que atrasam nosso Programa Espacial Brasileiro, que custeiam com parcas cifras nossos projetos. Além disso , nenhum sacrifício dos grupos científicos do país, na turbulenta história do nosso PEB, pode ter um efeito de alcance tão nacional. Porque não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Pres. Carlos Cássio!

      Só uma retificação a fazer amigo. Não realidade não foi o projeto do motor L75 que foi cancelado e sim o projeto do motor L15, tá ok? Apesar de que da forma que a coisa vai, o projeto do motor L75 começa a entrar no campo da ficção científica.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  2. E o CBERS-4 já começou? Em que estagio está? Tudo pode acontece neste lançamento por conta disso temos que ter mais uma bala na agulha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcílio Farias!

      O CBERS-4 está previsto para ser lançado somente em 2015, segundo informaram.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes