65ª SBPC - Visitantes Pod. Realizar Teste da Peg. Ecológica

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (19/07) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que visitantes da 65ª SBPC poderão realizar Teste da Pegada Ecológica.

Duda Falcão

Visitantes da 65ª SBPC Poderão
Realizar Teste da Pegada Ecológica

Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

Os visitantes da 65ª Reunião da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) terão a oportunidade de saber qual é a sua Pegada Ecológica. O teste online que mostra a extensão de território que cada um de nós utiliza para manter seus padrões de consumo poderá ser feito no estande da Rede CLIMA e do INCT para Mudanças Climáticas, instituições que são apoiadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

A 65ª Reunião Anual da SBPC acontece de 21 a 26 de julho de 2013 no campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife.

Dentre os elementos que compõem a Pegada Ecológica de um indivíduo, cidade ou país está o consumo de: água, solo para plantio agrícola, vida marinha e outros componentes da biodiversidade do planeta. Para se obter a Pegada Ecológica também são consideradas a emissão de gases de efeito estufa (principalmente gás carbônico) e a presença de poluentes no ar, na água e no solo.

Os resultados nos dão uma ideia de como estão sendo utilizados os recursos naturais, conforme os hábitos de consumo e estilos de vida. Esse uso deve ser compatível com a capacidade natural do planeta em regenerá-los. No entanto, dados recentes mostram que estamos consumindo em média 50% a mais do que a capacidade de reposição do planeta. Isso significa que precisamos de um planeta e meio para manter nossos padrões de vida atuais.

No estande da Rede CLIMA e INCT para Mudanças Climáticas também serão distribuídos materiais educativos em CD-ROM e impressos.



Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial