CTI Renato Archer Inaugura Projeto de Tecnologia Espacial

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (15/07) no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) destacando que o CTI Renato Archer finalmente inaugurou o Projeto Citar (Circuitos Integrados Tolerantes à Radiação), projeto esse já abordado aqui no blog anteriormente.

Duda Falcão

CTI Renato Archer Inaugura
Projeto de Tecnologia Espacial

Ascom do MCTI e
Ascom do CTI Renato Archer
15/07/2013 - 19:37

O Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI/MCTI) inaugurou na tarde desta segunda-feira (15), em Atibaia (SP), o Projeto Citar – Circuitos Integrados Tolerantes à Radiação. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, participou do evento, que também teve a presença do prefeito Saulo Pedroso e dos diretores do CTI, Victor Mammana, e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI), Leonel Perondi.

Situado nas instalações do Brazilian Business Park (BBP, espaço que abrigará o Centro de Inovação da cidade paulista), o Projeto Citar tem financiamento da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP/MCTI) e será executado em um esforço de cooperação entre o CTI Renato Archer e outras instituições de pesquisa e ensino: o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI), a Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI), o Instituto de Física da USP (IFUSP) e o Instituto de Estudos Avançados (IEAv).

Trata-se da primeira ação multi-institucional brasileira para o desenvolvimento de circuitos integrados tolerantes à radiação, destinados a aplicações em satélites científicos. “Essa iniciativa será fundamental para a soberania brasileira na área aeroespacial”, destacou o ministro Marco Antonio Raupp. “Não vamos mais depender dos países que dominam a tecnologia desses circuitos e que por vezes impõem restrições aos interessados em comprá-los.”

Com um orçamento de R$ 20 milhões provenientes da FINEP, a iniciativa terá duração de 24 meses e contará com a participação de uma equipe multiprofissional formada por mais de 40 pessoas. Os recursos serão usados na contratação da equipe de desenvolvimento, capacitação e treinamento de profissionais, aquisição de equipamentos para infraestrutura de projetos e testes e na fabricação e qualificação de componentes.

Início

As atividades de projeto e desenvolvimento que serão abrigadas em Atibaia terão início logo após a inauguração das instalações. O valor já está disponível e as primeiras aquisições e contratações estão em curso.

Pela manhã, o ministro Raupp visitou centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da empresa 3M em Sumaré, município vizinho.

Foto: Ascom do CTI
A cerimônia, com a presença do ministro Raupp.


Fonte: Site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)

Comentário: Pois é leitor em qualquer país sério do mundo essa notícia seria comemorada com grande satisfação, mas no Brasil, com a classe política que temos, até onde podemos ter certeza que essa iniciativa terá êxito e será levada com a seriedade que a mesma exige? R$ 20 milhões? Ora leitor, pode ser até o suficiente para dar início a esse projeto, mas e depois, os recursos necessários continuarão entrando ou serão contingenciados pelo MPOG como de costume? E quanto aos empecilhos legais e jurídicos que travam o desenvolvimento do setor de ciência e tecnologia do país? Eles não continuarão sendo um empecilho? Pois então leitor, é como eu disse, essa gente come pelas beiradas, fazendo o que querem com o nosso dinheiro e curtindo impunemente as nossas custas, pelos menos, até o momento que você, cidadão brasileiro, acordar e colocar um basta nisso enviando esses imbecis para onde eles merecem. Quero que fique claro que minhas criticas não são direcionadas aos profissionais envolvidos nessa iniciativa e nem ao MCTI e a AEB.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial