Corpo Celeste de Fora do Sistema Solar Trouxe Água à Terra 4,4 bilhões de Anos Atrás

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia publicada ontem (23/05) no site do Sputnik News Brasil destacando que Corpo Celeste de fora do Sistema Solar trouxe água à Terra 4,4 bilhões de anos atrás.

Duda Falcão

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Corpo Celeste de Fora do Sistema Solar Trouxe Água à Terra 4,4 bilhões de Anos Atrás

Sputnik News Brasil
23/05/2019 - 13:05
Atualizado 23/05/2019 - 13:15

© NASA

Cientistas da Universidade de Munster (Alemanha) conseguiram demonstrar que uma grande quantidade de água chegou à Terra há cerca de 4,4 bilhões de anos, quando a Lua começou a se formar após uma colisão do nosso planeta com um corpo celeste gigante.

A Terra é o único planeta rochoso que tem muita água e um satélite relativamente grande que estabiliza seu eixo. Se não fossem esses fatores, não existiria vida no nosso planeta.

Segundo o comunicado da Universidade alemã, os cientistas germânicos comprovaram a hipótese de que 4,4 bilhões de anos atrás a Terra colidiu com um corpo celeste gigante chamado Theia, que era do tamanho de Marte, e na sequência dessa colisão se formou a Lua.

Antes, os cientistas pensavam que Theia se formou no interior do nosso Sistema Solar, ou seja, se localizava perto do nosso planeta.

Todavia, o novo estudo, publicado na Nature Astronomy, demonstra que Theia provinha da parte exterior do Sistema Solar. Os investigadores chegaram a esta conclusão fazendo análises à composição do nosso planeta.

A análise de radioisótopos revelou que a maior parte do material do manto terrestre consiste de uma substância parecida à composição dos asteroides carbonados ricos em água que se formam somente na parte exterior do Sistema Solar.

De acordo com os cientistas, somente Theia poderia ter alimentado o manto terrestre com material de asteroides carbonosos. Em outras palavras, este corpo celeste também provém da parte exterior do Sistema Solar.

Os investigadores pensam que teria sido Theia que trouxe uma grande quantidade de água à Terra e não os asteroides, como se acreditava até agora.


Fonte: Site Sputniknews Brasil - http://br.sputniknews.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial