Os Benefícios das Atividades Espaciais no Brasil

Olá leitor!


Segue abaixo uma nota postada hoje (19/08) no site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), destacando os benefícios sócios-econômicos das atividades espaciais no Brasil.


Duda Falcão


Os Benefícios Sócios-Econômicos das

Atividades Espaciais no Brasil


19/08/2010


A tecnologia espacial pode ser entendida como aquela que se relaciona, de uma parte, com o desenvolvimento e construção de sondas espaciais, veículos lançadores, satélites e infra-estrutura no solo, e de outra, com a utilização sócio-econômica das informações coletadas pelos artefatos lançados no espaço exterior. Para os países em desenvolvimento, o foco principal deve se concentrar nas aplicações que envolvam retornos de caráter prático, sejam eles econômicos, ou aqueles que atingem a sociedade de maneira benéfica. A população destes países ainda sofre de doenças causadas por deficiências sanitárias, a escassez de água potável, o suprimento não confiável de energia elétrica, e a falta de acesso às comunicações. Os serviços de previsão do tempo devem ser melhorados. As safras agrícolas não são planejadas com antecedência, dada a falta de informação sobre suas prováveis dimensões. Os planejadores e tomadores de decisão falham no provimento de planos adequados e decisões que, realmente, atendam às necessidades sociais - sua maior desculpa é a não-disponibilidade de informação confiável, da qual depende seu trabalho. Os tipos de problemas aqui identificados podem, em boa parte, ser resolvidos de uma maneira custo-efetiva pelo uso da tecnologia espacial. Os artefatos espaciais que se prestam a tal fim são os satélites meteorológicos, em órbitas polar e geoestacionária; os de recursos naturais e de monitoramento ambiental, em órbitas polares; os de comunicações em órbitas geoestacionárias e aqueles de baixa e média órbitas da Terra; e os satélites de navegação e posicionamento.


Extraído do artigo de Edson Baptista Teracine



Fonte: Site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)


Comentário: A visão do autor apesar de correta na opinião do blog é muito simplória, pois relaciona a necessidade do investimento em tecnologia espacial pelo Brasil unicamente por questões sócios-econômicas. Na realidade essa necessidade é muito mais ampla e envolve inclusive a necessidade de entendimento pela sociedade humana de que vivemos num universo perigoso onde as catástrofes astronômicas e cosmológicas são muito comuns. Engana-se redondamente aquele que acredita que a nossa bolha espaço-temporal de tranqüilidade em nossa vizinhança interplanetária e até mesma galáctica perdurará para sempre. O investimento em tecnologia espacial é principalmente uma questão de sobrevivência para a espécie humana e o Brasil tem de contribuir se quiser ter integrantes entre aqueles que terão alguma chance de sobrevivência.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial