Grupo Edge Of Space - O Brasil no Espaço

Olá leitor!

Você que é pesquisador universitário, público ou privado terá em breve (por volta de 2012) a sua disposição a oportunidade de realizar experimentos em ambiente de microgravidade ou mesmo de lançar pico e nano-satélites em órbita de forma economicamente mais em conta.

O grupo paulista “Edge Of Space” formado por engenheiros aeroespaciais e coordenado pelo pesquisador José Miraglia muito em breve estarão colocando a disposição do mercado dois foguetes que atenderão perfeitamente os anseios de parte da Comunidade Científica Brasileira.

Com o apoio do programa PIPE (Pesquisa Inovativa na Pequena e Micro Empresa) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) o grupo “Edge Of Space” caminha a passos largos para tornar-se a primeira empresa genuinamente brasileira e latino-americana de lançamentos de satélites, formada por pesquisadores brasileiros e com tecnologia ecologicamente correta (verde, não tóxica) desenvolvida no país. Bem diferente (com as devidas proporções é claro) da mal engenhada bi-nacional Alcântara Cyclone Space (ACS), responsável por trazer para o país uma tecnologia obsoleta e tóxica.

Visando alcançar esse objetivo, já se encontra em fase final de desenvolvimento pelo grupo um motor a propulsão líquida verde (movido a peróxido de hidrogênio e Etanol) de 1000N que será a base para o desenvolvimento do foguete suborbital “Edge” e do lançador de pico e nano-satélites “PI”.

Portanto, você que é pesquisador brasileiro, latino-americano ou de qualquer parte do mundo que tenha interesse de utilizar-se desses meios de acesso ao espaço (suborbital e orbital) que em breve estarão sendo disponibilizados pelo grupo para testar seus experimentos, ou mesmo lançar seus picos e nano-satélites, entrem em contatado com o grupo “Edge Of Space” e veja logo a sua passagem.

Já você que é um investidor de visão não pode deixar passar uma oportunidade como essa. O futuro de nossa sociedade depende de pessoas que entendam definitivamente a importância de se investir nas atividades espaciais. Não há retorno, o futuro da humanidade depende disso e o mundo caminha para o espaço. As sociedades pioneiras no espaço serão aquelas que decidirão o futuro do planeta e o Brasil não pode ser um mero coadjuvante. Portanto, você investidor de visão que tenha interesse de investir nos projetos do grupo “Edge Of Space” entre em contato e visualize sua oportunidade de negocio, o grupo encontra-se aberto para negociações e aguardando seu contato.

Para maiores informações entre em contato com o engenheiro José Miraglia pelo site do grupo através do link: http://www.edgeofspace.org/

Abaixo segue a descrição dos dois projetos citados pelo texto.

Duda Falcão


Foguete Suborbital “Edge”


Estágio único

Massa total do estágio: 62 Kg

Propelente: Peróxido de Hidrogênio / Etanol

Material estrutural: Alumínio / Fibra de Carbono - Epóxi

Objetivo: Atingir a linha de Kármán (100 Km de altitude)

Carga Útil: 2 kg.




Lançador de Pico e Nano-Satélites “PI”


Primeiro Estágio:

Formação: cluster de 4 foguetes

Massa total do estágio: 274.6 Kg

Propelente: Peróxido de Hidrogênio / Etanol

Material estrutural: Alumínio / Fibra de Carbono – Epóxi

Isp: 220 s


Segundo Estágio:

Formação: Cluster de 2 foguetes

Massa total do estágio: 137.2 Kg

Propelente: Peróxido de Hidrogênio / Etanol

Material estrutural: Alumínio / Fibra de Carbono – Epóxi

Isp: 260 s


Terceiro Estágio:

Massa total do estágio: 68.6 Kg

Propelente: Peróxido de Hidrogênio / Etanol

Material estrutural: Alumínio / Fibra de Carbono – Epóxi

Isp: 260 s


Quarto Estágio:

Massa total do estágio: 17 Kg

Propelente: Peróxido de Hidrogênio / Etanol

Material estrutural: Alumínio / Fibra de Carbono – Epóxi

Isp: 260 s

Carga Útil Máxima: 2.75 Kg (pico ou nanosatélite)




Vídeo Animação do Lançador “PI”



Fonte: Grupo Edge Of Space

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial