Homem-Foguete Quer Ir ao Espaço com Nave Caseira

Olá leitor!

Segue abaixo uma interessante notícia postada hoje (24/08) no site “Inovação Tecnológica” destacando que um homem-foguete dinamarquês pretende ir ao espaço em uma nave caseira.

Duda Falcão

Espaço


Homem-Foguete Quer Ir

ao Espaço com Nave Caseira


Redação do Site Inovação Tecnológica

24/08/2010


O astronauta voará de pé, no interior de uma cápsula

de pouco mais de 60 centímetros de diâmetro.

[Imagem: Copenhagen Suborbitals]


Vikings no Espaço

A Copenhagen Suborbitals, uma empresa emergente de tecnologia aeroespacial da Dinamarca, anunciou que fará nos próximos dias o primeiro voo do seu projeto espacial privado, com o lançamento do Hybrid Exo Atmospheric Transporter - (Heat-4).

Se posto dessa forma o feito pode impressionar, saiba que a mesma história pode ser contada de forma bem diferente.

Kristian von Bengtson e Peter Madsen estão honrando seu passado viking: os dois engenheiros vão colocar em órbita um foguete construído praticamente no quintal de casa.

Segundo os engenheiros, o custo total do projeto foi de cerca de US$65.000,00, totalmente arrecadados por doações do público e de patrocinadores.

Homem-Foguete Espacial


O astronauta terá uma visão de 360º do espaço, graças a

um domo totalmente transparente instalado no topo de sua

"nave espacial". [Imagem: Copenhagen Suborbitals]


Nos próximos dias será feito o primeiro teste do foguete sem tripulante. Mas, se tudo der certo, Bengtson, que já trabalhou na NASA, será alguma coisa parecida com o primeiro homem-foguete espacial.

O astronauta voará de pé, no interior de uma cápsula de pouco mais de 60 centímetros de diâmetro. Em compensação, ele poderá se tornar o primeiro astronauta a ter uma visão de 360º do espaço, graças a um domo totalmente transparente.

O foguete, de 9 metros de altura e 1,6 tonelada, deverá ser lançado do mar, com o auxílio de um submarino. Pelos cálculos dos dois amigos, o foguete deverá atingir uma velocidade de 2 mil km/h, em 60 segundos - durante o teste inicial.

Mas isto deverá ser o suficiente para levar a cápsula com Bengtson a bordo a 100 quilômetros de altura, em um voo suborbital que deverá durar cerca de 5 minutos. A cápsula cairá então de volta, devendo descer de paraquedas no Mar Báltico.

Fonte: Site Inovação Tecnológica

Comentário: Pois é leitor, veja como são as coisas. Esses dinamarqueses são legítimos representantes do grupo dos “Gente Que Faz”. Bem diferente dos incompetentes pseudos administradores que militam nos bastidores do Programa Espacial Brasileiro, que só sabem realizar ou participar de discussões intermináveis por anos a fio, e não resolverem nada. Os dinamarqueses tinham um sonho, fizeram um planejamento, definiram objetivos e meteram a mão na massa, ta aí o resultado. É verdade que esses vikings não são lá muito certos da cabeça, mais são os loucos como eles que mudaram a história da humanidade. Infelizmente para o país ao contrário de “Gente que Faz”, temos nos cargos diretivos de nosso programa espacial “Gente que Defaz”, ou seja, não é por acaso que o PEB é um barco sem rumo.

Comentários

  1. Essa matéria me traz duas antigas lembranças: 1) as estorinhas HQs das décs 20-30 tipo Buck Rogers e Flash Gordon; 2) um antigo serial scifi japonês da déc 60, na qual dois personagens aliens, pai e filho, transformavam-se em aviões-foguetes graças aos seus capacetes especiais!...

    ResponderExcluir
  2. Olá Antônio!

    Pode até parecer que esses caras são loucos e até acho que devam ser um pouco mesmo. No entanto, o projeto é sério e tentaram ano passado fazer o primeiro teste de vôo do foguete (ainda sem o tripulante) que infelizmente não funcionou, ou seja, o foguete deu xabu em sua tentativa ocorrida no dia 05/09/2010 (veja aqui no blog a nota com vídeos: “HEAT-1X - O Foguete Falhou, Mas o Sonho Continua”), mas eles pretendem tentar novamente em junho deste ano.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes