Alunos do INPE São Premiados no OMAR-SAT

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (25/10) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que dois alunos do "Programa de Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto do INPE" foram premiados no “IX OMAR-SAT - Simpósio sobre Ondas, Marés, Engenharia Oceânica e Oceanografia por Satélite”.

Duda Falcão

Alunos do INPE São
Premiados no OMAR-SAT

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Eduardo G. Gentil de Farias e Fabian Gualdas Dias, alunos do Programa de Pós-graduação em Sensoriamento Remoto do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), conquistaram o primeiro e o terceiro lugar entre os melhores trabalhos apresentados por estudantes durante IX OMAR-SAT - Simpósio sobre Ondas, Marés, Engenharia Oceânica e Oceanografia por Satélite, realizado entre os dias 18 e 20 de outubro em Arraial do Cabo (RJ).

Organizado pelo Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), o OMAR-SAT é um dos mais importantes eventos do país sobre ciências aplicadas ao monitoramente e estudo dos oceanos, em especial Oceanografia por Satélites.

Ambos os alunos premiados têm como orientador João A. Lorenzzetti, pesquisador da Divisão de Sensoriamento Remoto do INPE.

O mestrando Fabian Gualdas Dias obteve o terceiro lugar com o trabalho “Ocorrência de Ondas Internas de elevação na PCSE Brasileira e estimativas para um oceano estratificado em duas camadas a partir de imagens SAR”.

Já o doutorando Eduardo G. Gentil de Farias conquistou o primeiro lugar com o trabalho “Use of Fuzzy Logic to identify Swell generation regions from SAR data”.

Dr. João A. Lorenzzetti entre os alunos premiados,
Fabian Gualdas Dias e Eduardo G. Gentil de Farias


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentário: O Blog “BRAZILIAN SPACE” parabeniza aos jovens Eduardo G. Gentil de Farias e Fabian Gualdas Dias pela premiação. Well done jovens.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial