NASA e SpaceX Se Unem em Projeto Para Salvar a Terra de Asteroides

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada ontem (17/04) no site da Revista Galileu destacando que a NASA e SpaceX se unem em projeto para salvar a Terra de asteroides.

Duda Falcão

CIÊNCIA - ESPAÇO - ASTEROIDE

NASA e SpaceX Se Unem em Projeto
Para Salvar a Terra de Asteroides

Para realizar uma simulação realista de defesa da Terra, equipamento
atingirá lua que orbita o asteroide 65803 Didymos

Por Redação Galileu
17/04/2019 – 13h30
Atualizado 13h30

(Foto: NASA/JPL)
243 IDA, primeiro asteroide binário - com uma lua - descoberto.

A NASA se uniu com a empresa privada de sistemas aeroespaciais SpaceX na missão Double Asteroid Redirection Test (DART), que busca defender a Terra de qualquer possível asteróide que venha a atingir o nosso planeta. A empresa do bilionário Elon Musk irá contribuir com um valor de $69 bilhões para que a DART aconteça.

A missão começará com o lançamento de um foguete Falcon 9, que será enviado ao espaço em junho de 2021, partindo da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia, EUA.

Em outubro de 2022, um satélite atingirá a lua que orbita no asteróide 65803 Didymos, quando ele estiver a 11 milhões de quilômetros da Terra. A ideia é mudar a direção do asteroide para aprender a como defender o nosso planeta no futuro, caso algum astro enorme possa nos atingir de modo a causar a extinção da espécie humana.

Descoberto em 1996, o asteroide tem cerca de 800 metros de diâmetro e o seu satélite tem cerca de 150 metros de diâmetro. O objetou espacial ganhou o nome Didymos, que significa "gêmeo" em grego, por conta da presença do satélite natural que orbita o asteroide. 

“Muitas missões da ciência parecem estar focadas em entender o passado do Sistema Solar. Já a defesa planetária tem a ver com nosso Sistema Solar no presente", afirmou a cientista  Nancy Chabot do DART, ao site Space.com.

Sete anos após a DART, uma outra missão será feita pela Agência Espacial Italiana para estudar os dados e buscar por pistas para provar se realmente o asteroide 65803 Didymos mudou seu trajeto.


Fonte: site da Revista Galileu - 17/04/2019 - http://revistagalileu.globo.com

Comentário: Bom leitor, essa já me parece uma ação mais certa e chega em boa hora. Vamos torcer para que realmente venha se tornar realidade e que outras missões e ações para proteger o nosso planeta sejam a partir de agora cada vez mais presente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite