INPE Participa do 1º Cruzeiro Internacional do Alpha-Crucis

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (07/11) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o instituto participará do 1º Cruzeiro Internacional do Alpha-Crucis.

Duda Falcão

INPE Participa do 1º Cruzeiro
Internacional do Alpha-Crucis

Sexta-feira, 07 de Dezembro de 2012

Dados para o Atlantic Ocean Carbon Experiment (ACEx), projeto coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) que mede os fluxos de dióxido de carbono (CO2) entre oceano e atmosfera, estão sendo coletados durante o primeiro cruzeiro internacional do Alpha-Crucis, navio de pesquisa oceanográfica adquirido recentemente pela Universidade de São Paulo com o financiamento da FAPESP.

O navio, que partiu do porto de Santos no último dia 1º de dezembro, segue até o ponto de longitude 42 graus oeste e latitude 34.5 graus sul, a cerca de 1.400 quilômetros da costa, para voltar até o litoral do Brasil, na divisa com o Uruguai, e dali retornar a Santos. Durante o trajeto, são realizadas medições e instalados equipamentos para o monitoramento de processos físicos e químicos no Atlântico Sul, relacionados com a circulação termo-halina global, o mecanismo controlador do clima do planeta.

“Montamos no Alpha-Crucis uma torre micrometeorológica do ACEx para realizar as medidas de fluxos de calor, ou seja, medir a quantidade de calor que está sendo transferida entre o oceano e a atmosfera, além do CO2 e de momentum. Também estamos realizando sondagens atmosféricas, por meio de balões meteorológicos lançados do navio, e tomando medidas com sondas oceânicas”, explica Luciano Pezzi, pesquisador do INPE responsável pelo projeto ACEx.

As informações coletadas durante o cruzeiro permitirão avançar no entendimento dos processos químicos, físicos e dinâmicos da interação oceano-atmosfera, que causam impactos nas variações climáticas.

Coordenado por Edmo Campos, professor do Instituto Oceanográfico da USP, o cruzeiro conta com a participação de cientistas de diversas instituições do Brasil, como o INPE e Universidade Federal do Rio Grande (FURG), além dos Estados Unidos (Laboratório Oceânico e Atmosférico da NOAA) e Argentina (Serviço de Hidrografia Naval e Universidade de Buenos Aires).

As atividades deste cruzeiro são relacionadas ao projeto Impact of the Southern Atlantic  on the Global Overturning Circulation and Climate (SAMOC), que faz parte de um esforço de pesquisa internacional do qual participam também os Estados Unidos, França, Argentina, África do Sul, Inglaterra e Alemanha. O objetivo é contribuir para o entendimento do papel da Célula Meridional do Atlântico Sul (SAMOC) no clima, e em suas variabilidades e mudanças, tanto em escala global quanto regional.

“Esta é uma oportunidade importante para nosso projeto, o ACEx, cujos resultados devem beneficiar também o SAMOC”, conclui o pesquisador do INPE.

O navio Alpha-Crucis

Torre micrometeorológica do projeto ACEx. Equipamento foi
instalado no navio para realizar medidas durante o cruzeiro de pesquisa

Trajeto do cruzeiro


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes