INPE Discute Novas Parcerias com o DLR Alemão

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (10/12) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o instituto está discutindo com o Centro Aeroespacial Alemão (DLR) novas parcerias.

Duda Falcão

INPE Discute Novas Parcerias

Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2012

Uma delegação do DLR, o centro aeroespacial alemão, está no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), para discutir a possibilidade de cooperação na área de monitoramento orbital de queimadas. Durante toda a segunda-feira (10/12), especialistas de ambos os países apresentam tecnologias para verificar focos de incêndio com o uso de satélites.

O INPE, que possui um reconhecido sistema de monitoramento de focos de calor, estuda a possibilidade de utilizar dados do programa FireBIRD, em desenvolvimento pelo DLR. Em julho, o centro aeroespacial alemão lançou um satélite experimental, chamado TET-1, que leva a bordo um sensor similar ao do satélite BIRD (Bi-spectral IR Detection), posto em órbita pela Alemanha em 2001 para detectar incêndios.

O DLR pretende formar uma pequena constelação de satélites para o monitoramento de queimadas – a FireBIRD. Para isso, em 2014 deve lançar o BIROS (Berlin Infrared Optical System), outro satélite com tecnologia BIRD. O principal objetivo do encontro entre brasileiros e alemães foi apresentar detalhes técnicos dos dados FireBIRD e discutir seu possível uso pelo Brasil.

Recebida pelo diretor do INPE, Leonel Perondi, a delegação do DLR teve a oportunidade de conhecer o programa de satélites do instituto, bem como os avanços do programa para monitoramento de queimadas e incêndios por satélite em tempo quase real. Também as atividades para o monitoramento por satélites do desmatamento na Amazônia, assim como o desenvolvimento pelos engenheiros do INPE de sensores para satélites, foram apresentadas aos visitantes pelos especialistas do instituto.

Indonésia

Nesta terça-feira (11/12), o INPE recebe a visita de parlamentares da Comissão de Energia, Tecnologia e Meio Ambiente da Indonésia e técnicos do Instituto Nacional de Aeronáutica e Espaço (LAPAN) daquele país. O grupo vem obter informações sobre o desenvolvimento de tecnologias espaciais e a regulamentação do setor no Brasil. A Indonésia está em processo de deliberação de sua legislação sobre o espaço.

Delegação do DLR foi recebida pelo diretor Leonel Perondi
no auditório do IAI, no INPE de São José dos Campos


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

  1. Duda
    A parceria com o DLR para o desenvolvimento conjunto de um satélite radar realmente foi esquecido?

    ResponderExcluir
  2. Olá Carlos!

    Se você se refere ao satélite MAPSAR, pelo que sei o projeto não foi a frente, infelizmente.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022