Governo Reativa Ações Espaciais Para Consolidar a Base de Alcântara

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (13/08) no site “Tele.Síntese” destacando que o Governo reativa ações espaciais para consolidar a Base de Alcântara.

Duda Falcão

GOVERNO

Governo Reativa Ações Espaciais Para Consolidar a Base de Alcântara

Resolução não menciona o segundo satélite geoestacionário brasileiro, previsto inicialmente para ser lançado neste ano

Por  Lúcia Berbert
Tele.síntese
13 de agosto de 2019


Resolução do Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro, publicada nesta terça-feira, 13, sob a coordenação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, dá prazo de 180 dias para elaborar a Lei Geral de Atividades Espaciais do Brasil.

Já o grupo técnico do Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro, criado pelo ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, terá atribuição de planejar a implementar políticas públicas e estabelecer o plano de consolidação Centro Espacial de Alcântara em área a ser afetada ao Comando da Aeronáutica, no município de Alcântara, no Maranhão.

Uma das providências a ser tomada é a inclusão das necessidades de recursos para essa finalidade no Plano Plurianual do período compreendido entre 2020 e 2023. Os trabalhos do grupo técnico serão coordenados pelo Ministério da Defesa e concluídos no prazo de 180 dias.

São membros natos do grupo técnico representantes da Casa Civil da Presidência da República; do Ministério da Defesa; do Ministério da Economia; do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Representantes dos outros ministérios poderão participar do GT como convidados.

O GT deverá aprovar as propostas apresentadas pelos integrantes, natos e convidados, do Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro, com vistas à prospecção e mobilização de políticas de desenvolvimento e promoção da cidadania no município de Alcântara, no Maranhão. Entre as ações previstas estão apoiar a avaliação de viabilidade de soluções para mobilidade urbana, bem como a capacitação de gestores e técnicos municipais em mobilidade urbana do município de Alcântara; Levantar as condições para atendimento das demandas de fornecimento de energia elétrica para a população da sede do município de Alcântara e das famílias quilombolas; avaliar a situação das escolas existentes no município e  destinar duas equipes de saúde da família para a região e outros equipamentos médicos, entre outras. O MCTIC deverá cuidar de levar a banda larga satelital do Gesac.

A resolução não fala da contratação e lançamento do segundo satélite geoestacionário brasileiro, que teve as ações paralisadas recentemente pelo Tribunal de Contas da União (TCU).


Fonte: Site Tele.Síntese - http://www.telesintese.com.br

Comentário: Pois é leitor, vamos ver como toda essa história irá terminar. Confesso que tenho muitas duvidas quanto ao sucesso desta iniciativa, pois quem deveria opinar e ser ouvido não estão tendo essa oportunidade, e a trajetória escolhida parece seguir o mesmo caminho que nos levou a situação de engessamento de nosso ‘Patinho Feio’. Estou realmente desanimado leitor, mas quiça eu esteja errado, pois como disse, não há mais espaço para erros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial