Parceria Entre o INCT-SEC e o Exército. Cadê a AEB?

Olá leitor!

Acabei de ler uma nota muito interessante no site “Inovação Tecnológica” intitulada “Instituto da USP Vai Desenvolver Aviões Robóticos” onde é divulgada a parceria entre o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exercito Brasileiro e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC), sediado no Instituto de Ciências Matemáticas e da Computação de São Carlos (ICMC) da USP.

A parceria visa o desenvolvimento conjunto de Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANT) baseando-se nas experiências do INCT-SEC e do Exército em sistemas embarcados críticos e aeronaves não tripuladas, segundo o que disse a bela professora Kalinka Castelo Branco, do ICMC.

Ora leitor, será que o INCT-SEC da USP São Carlos não pode participar do esforço de desenvolvimento de sistemas embarcados críticos necessários no Programa Espacial Brasileiro? Poxa, será que a AEB não sabe da existência desse centro de excelência em sistemas embarcados críticos no Brasil? Ou na realidade ainda não houve contato por falta de atitude? É assim que o PEB da DILMA é estratégico? Porque o Exercito está informado da existência desse instituto e o MD/MCTI não? Façam-me uma garapa.

Inclusive para piorar ainda mais as coisas, creio que esse instituto esteja ligado ao MCTI e deva ser um dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia criados durante o governo do humorista LULA.

Realmente dessa foram fica difícil fazer um programa espacial 'sério' nesse país, já que nem os recursos que dispomos são adequadamente utilizados. É lamentável!


Fonte: Com informações do Site Inovação Tecnológica - http://www.inovacaotecnologica.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022