Alunos do ITA Partic. de Estágio em Prop. Líquida nos EUA

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada dia (27/01) no site do “Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)” destacando que seis alunos de graduação da Engenharia Aeroespacial do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) realizaram em janeiro, estágio em propulsão líquida na Universidade de Purdue, West Lafayette (EUA).

Duda Falcão

Alunos de Graduação da Engenharia
Aeroespacial do ITA Iniciam Projeto
de Foguete Didático Durante Estágio
na Universidade de Purdue

Comunicação Social - ITA
27/01/2012

Com o apoio do Instituto Nacional de Estudos do Espaço (INEspaço) e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), seis alunos de graduação da Engenharia Aeroespacial realizaram estágio em motores a propulsão líquida na Universidade de Purdue, West Lafayette - EUA, em janeiro deste ano.

Acompanhados pelo Prof Dr Amilcar Pimenta e pelo Tenente-Coronel Aviador André Pierre Mattei, ambos da Divisão de Engenharia Aeronáutica do ITA, os alunos da Engenharia Aeroespacial se juntaram aos alunos regulares da Universidade de Purdue no curso de Projeto, Construção e Teste de Motores. Durante o período nos EUA, os alunos trabalharam no estabelecimento de objetivos e definição de requisitos, no plano de desenvolvimento de um motor, em experimentos práticos no Laboratório Zucrow, dedicado aos estudos de propulsão líquida da Universidade.

Para servir de base ao desenvolvimento dos trabalhos, os alunos escolheram desenvolver um foguete didático com propelentes líquidos. Além desta opção, havia também a possibilidade de um motor a oxigênio líquido e metano e um motor a propelentes hipergólicos não tóxicos. Este foguete, serve como exemplo de desenvolvimento desde o estabelecimento de objetivos e requisitos de projeto até a sua fase final, passando pela definição de missão, tamanho, propelentes e condições de operação.

Após o retorno ao Brasil, com o apoio das disciplinas de Engenharia de Sistemas e de Propulsão Líquida do ITA, os alunos continuarão a trabalhar nas fases de desenvolvimento de projeto, análise detalhada ao desenho e projeto de testes e análise de dados. “A iniciativa visa capacitar recursos humanos em alto nível para manter o Comando da Aeronáutica e o Departamento de Ciências e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) na liderança do domínio das tecnologias necessárias ao Programa Espacial Brasileiro”, diz o coordenador do curso Ten Cel Pierre Mattei.

Os alunos do ITA continuarão a trabalhar com os alunos da Universidade de Purdue até o fim do primeiro semestre de 2012, havendo a possibilidade de continuidade no segundo semestre.



Fonte: Site do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA)

Comentário: Confesso que desconhecia que este estagio estivesse ocorrendo enquanto estava em SJC, e considero essa notícia como também a matéria do G1 sobre o “Spacecamp” as grandes notícias postadas no dia de hoje no blog “BRAZILIAN SPACE”. Afinal ambas tratam da educação de nossos jovens visando no futuro utilizá-los no Programa Espacial Brasileiro, além de representar ações concretas nessa direção, o que nos deixa bastante satisfeito. Parabenizo o ITA nas pessoas do Prof. Dr. Amilcar Pimenta e do Tenente-Coronel Aviador André Pierre Mattei (coronel este ao qual tive a oportunidade de conhecer pessoalmente durante a minha última passagem pelo ITA em abril de 2011 – reveja a nota: “Visita a Coordenação do Curso de Eng. Aeroespacial do ITA”) por essa iniciativa e fico aqui na torcida que novas iniciativas como essa possam surgir não só no ITA, como também em outras universidades brasileiras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial