Módulo Criosfera 1 Inicia Transmissão de Dados para o Brasil

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (03/01) no site do “Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)" destacando que o Módulo Criosfera 1 já instalado na Antártica iniciou a transmissão de dados para o Brasil.

Duda Falcão

Módulo Criosfera 1 Inicia Transmissão
de Dados da Antártica para o Brasil

Assessoria de Comunicação Social do CNPq
(61) 3211-9414
03/01/2012

Comboio saindo para acampamento avançado.
Divulgação: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Depois de comemorarem o Natal no acampamento base, localizado na Geleira Union ( 79º45'S; 82°50'W) , os cientistas brasileiros que estão na Antártica, participando da expedição científica Criosfera 1, chegam ao acampamento final (84°S, 79°29'39"W; 1287 m), mais próximo do Pólo Sul geográfico.

Os integrantes do projeto foram divididos em dois grupos. Um está responsável pela montagem do Criosfera 1 - o primeiro módulo científico brasileiro a ser instalado no interior da Antártica - e o outro pelas perfurações no gelo para obtenção de amostras, que são os testemunhos climáticos (cilindros de gelo que guardam a história da composição da atmosfera).

Após uma semana de instalação, o módulo inicia a transmissão via satélite de dados meteorológicos para o Brasil, mais precisamente para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP), ainda em fase de teste. Em breve coletará automaticamente amostras do ar polar. As atividades da equipe do gelo também seguem, como revela o líder da expedição, professor Jefferson Simões, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). “Na perfuração de ontem (2) amostramos 40 metros de testemunhos de gelo para medir a radioatividade-beta nas amostras precipitadas desde a década de 1950. As explosões de bombas de hidrogênio dos Estados Unidos e da ex-União Soviética (até 1964), França e China (até 1978) poluíram a neve precipitada nas duas regiões polares. Assim, ao encontrar essa radioatividade podemos determinar exatamente a data de uma camada de neve que precipitou entre 1954 e 1978”.

Sobre a noite de Ano Novo, Simões diz que a temperatura estava na casa dos -30°C, mas a comemoração do grupo foi dentro do módulo Criosfera 1, com temperatura de 14°C (positivos). “O isolamento térmico do módulo é excelente e esta temperatura agradável é atingida só com a radiação solar que passa pelas janelas”, conta. As baterias que garantirão o funcionamento do módulo na longa noite do inverno polar estão sendo carregadas pelos painéis solares e, em breve, também estarão acionados os geradores eólicos, que funcionarão durante o ano todo, informa Simões.

Uma parte da equipe segue realizando trabalhos científicos na Geleira Union. O grupo permanece dividido entre os dois acampamentos até o final da expedição, previsto para 20 de janeiro. A expectativa é que no próximo dia 25 os pesquisadores estejam de volta, começando o trabalho de análise da missão científica pioneira no país.


Fonte: Site do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022