Gov. Brasileiro Diz que Faltou Verba para Projeto com o ESO

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada hoje (18/01) no site do jornal “Folha de São Paulo” destacando que o Governo Brasileiro diz que o projeto com a ESO parou por falta de verba.

Duda Falcão

Ciência

Governo Brasileiro Diz que Projeto
com o ESO Parou por Falta de Verba

SABINE RIGHETTI
DE SÃO PAULO
18/01/2012 - 11h00

O MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) afirmou em nota que a entrada do Brasil no ESO ((Observatório Europeu do Sul) foi reavaliado por causa de "ajustes orçamentários" e que a tramitação ainda depende de aprovação do Congresso. O governo afirma, no entanto, que deseja que o Brasil participe do ESO.

Em entrevista à Folha, o diretor-geral do ESO, Tim de Zeeuw, disse que a construção do maior e mais avançado telescópio espacial do mundo está atrasada por causa do Brasil.

O acordo para a convenção que estabelece a Organização Européia para a Pesquisa Astronômica no Hemisfério Austral foi assinado pelo ex-ministro Sérgio Rezende, em 29 de dezembro de 2010.

Isso aconteceu poucos dias antes de Rezende deixar o ministério para a entrada de Aloizio Mercadante.

"O MCTI acatou o desejo de parte da comunidade científica brasileira de participar de todo o programa do ESO, incluindo o E-ELT".

O problema é que o ministério não deu continuidade às tramitações do acordo internacional no governo por causa de "ajustes orçamentários realizados pelo governo em 2011 e do atual cenário econômico internacional".

Em 2011, o MCTI perdeu 23% do seu orçamento, em comparação ao ano anterior.

"O projeto foi reavaliado e está em fase final de conclusão para ser enviado ao Congresso Nacional", diz a nota.

O MCTI ressalta que a entrada do Brasil no consórcio deverá custar cerca de € 250 milhões, "um volume elevado de investimentos para o orçamento e as demandas de ciência e tecnologia".

O ESO afirma que esse valor corresponde à entrada do país no programa e à manutenção da "anuidade" pela participação do Brasil. Isso seria pago em dez anos.

O ministério afirmou ainda que deseja que o Brasil "participe de todo o programa da ESO e dedicará todos os esforços para isso".

À Folha, a assessoria de imprensa da pasta disse que o ministério está aberto para conversar com a diretoria do ESO sobre as tramitações.


Fonte: Site do Jornal “Folha de São Paulo” - 18/01/2012

Comentário: Kkkkkkkkkkkkkk, sem comentários

Comentários

  1. Falcão

    O dia em que a corjinha que governa esse país (principalmente no Congresso)talvez ele deixe de ser essa republica de bananas que é.

    ResponderExcluir
  2. Aconteceu isso com a entrada do Brasil na ISS e agora com o ESO.
    Sinto vergonha do Brasil nessas horas.

    ResponderExcluir
  3. Prefiro ver esses 250 Milhões investidos no PEB.

    ResponderExcluir
  4. Caros amigos Iurikorolev e Otávio Jardim!

    Dizer o que? Esse gente não tem jeito, só fazem m..., mas mesmo assim já somos a sexta economia do mundo caminhando para ser a quinta até o final do ano, segundo as previsões mais otimistas. Infelizmente isso demonstra que o Brasil é um país atípico e que se fosse melhor administrado (coisa que não é, pura utopia), certamente seria a maior potência do planeta. Temos muito ainda por fazer, principalmente na área de ciência e tecnologia que junto com a educação de qualidade é a mola mestra de desenvolvimento de qualquer país. Vamos esperar e torcer que a notícia da ida do Raupp para o MCTI seja verdadeira, pois se assim for, e ele tiver o apoio adequado, fará história.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. Olá Emerson!

    Entendo a sua posição. Entretanto amigo uma coisa não anula a outra, ou pelo menos não deveria. Na realidade muito pelo contrário. A Astronáutica com a Astronomia são áreas complementares e trabalham conjuntamente em todas as agências espaciais do mundo. No Brasil é que essa interação não aconteceu ainda como deveria, enquanto a Astronomia brasileira avançou muito mais nos últimos dez anos do que o PEB.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Operação CRUZEIRO: Primeiro Ensaio em Voo de um Motor Aeronáutico Hipersônico Brasileiro

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite