Fáb. de Semicondutores Anuncia Investimentos no Brasil

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (21/01) no site do “Inovação Tecnológica” destacando que Fábrica de Semicondutores anuncia investimentos no Brasil.

Duda Falcão

Plantão

Fábrica de Semicondutores Anuncia
Investimentos no Brasil

Redação do Site Inovação Tecnológica
21/01/2012

Serviços e Fabricação

Fundada em 1996, a portuguesa Nanium tem
400 funcionários.[Imagem: Nanium]
A fabricante de semicondutores Nanium, de origem portuguesa, anunciou que a empresa iniciará suas atividades no Brasil até a primeira semana de fevereiro.

A sede da empresa portuguesa ficará em Belo Horizonte e, em um primeiro momento, irá operar apenas na prestação de serviços, como consultoria na área de tecnologia aplicada.

O passo seguinte será a instalação de uma fábrica de semicondutores no país, em uma possível parceria com uma empresa nacional.

A localização da fábrica ainda não está definida. Entre os estados que podem receber os investimentos, estão Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Substituição de Importações

Em reunião com técnicos do Ministério do Desenvolvimento (MDIC), os representantes da Nanium afirmaram que o projeto nasce com o "pé no chão", mas ponderaram que o objetivo é viabilizar o negócio para produção imediata, fazendo "um trabalho significativo de substituição de importações" no Brasil.

A Nanium domina a tecnologia da fase de encapsulamento de microprocessadores, os "cérebros" dos equipamentos eletrônicos.

A empresa é controlada pelo estatal Banco Português (17,88% da ações) e pelos bancos privados Banco Espírito Santo e Banco Comercial Português, cada um com 41,06% das ações.

Nelson Fujimoto, secretário de tecnologia do MDIC, considerou o anúncio um gesto inicial importante justamente porque o Brasil hoje é o "terceiro maior produtor de computadores do mundo", "um grande mercado para televisores e telefones", mas tem uma balança comercial desfavorável na área de eletrônicos porque não tem produção relevante de semicondutores.

"Um dos nossos objetivos com o Plano Brasil Maior é atrair investimentos para suprir deficiências do país em alguns elos da cadeia produtiva. É o caso das tecnologias de informação e comunicação. Daí a importância desse anúncio," ressaltou.

Semicondutores no Brasil

Até ao momento, o único projeto de fábrica de semicondutores no Brasil é uma joint-venture brasileiro-coreana chamada HT Micron, em fase de construção em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

Prevista para abrir as portas no final de 2012, a fábrica tem investimentos previstos de US$ 200 milhões.


Fonte: Site Inovação Tecnológica

Comentário: Ora leitor, não sou um especialista, mais acredito que uma fábrica como essa possa contribuir de alguma forma para com o Programa Espacial Brasileiro. Em outras palavras, seria bom que tanto o INPE quanto o DCTA/IAE analisassem essa possibilidade, isto é, se não já estão fazendo.

Comentários

  1. Já existe uma fábrica de semi-condutores nacional, financiada pelo governo, existe um centro tecnológico em Campinas e outro no sul onde se encontra a fábrica!

    Agora resta saber se o INPE e DCTA irão querer se beneficiar com as parcerias!

    ResponderExcluir
  2. Pois é Mensageiro!

    Vamos aguardar para vê se essas oportunidades serão aproveitadas pelos nossos institutos e universidades ligados ao PEB.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara, achei uma otima noticia essa pro Brasil de forma geral, pois tbém é um assunto muito estratégico
      mas DCTA se beneficiar de fábrica de semicondutores?
      só se for o IEAV, pois no IAE q cuida do programa espacial, nem de SMT os caras dão conta direito, a metodologia lá é anos 80, a AEL-D, que desenvolve parte "circuital" tá praticamente extinta

      Excluir
  3. Olá al.mor!

    Realmente é uma boa noticia e quanto a resolver problemas de metodologia, tudo de resolve. Mas talvez isso seja melhor assimilado mesmo no IEAv. Basta tomar a decisão política, liberar recursos e dar carta branca para que essas instituições possam fazer acordos e realizar projetos conjuntos. Tudo se resolve, mas falta atitude do governo.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022