Brasil Poderá Lançar Foguete Cyclone-4 a Partir de 2013

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (20/01) no site da “Agência Brasil” destacando que segundo o Ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, o Brasil poderá lançar o foguete Cyclone-4 ucraniano da Base de Alcântara a partir de 2013.

Duda Falcão

Pesquisa e Inovação

Brasil Poderá Lançar Satélite
Espacial Direto da Base de
Alcântara a Partir de 2013

Roberta Lopes
Repórter da Agência Brasil
Edição: Lana Cristina
20/01/2012 – 17h10

Brasília – O Brasil poderá fazer, até 2013, o lançamento do primeira satélite espacial brasileiro pela Base de Alcântara, no Maranhão. A informação é do ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, que, reuniu-se hoje (20) com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Kostyantyn Gryshchenko, para tratar do projeto e de outros temas de interesse mútuo.

A Ucrânia é parceira do Brasil nessa cooperação. “A previsão é que, antes até de 2013, nós possamos fazer o primeiro lançamento. As empresas envolvidas consideram esse projeto irreversível”, disse Patriota.

O ministro Gryshchenko disse que a Ucrânia tem cooperado para que o projeto seja bem sucedido. “Hoje nós conversamos muito sobre esse projeto. Nosso objetivo é fazer em 2013 o primeiro lançamento a partir da base de Alcântara”, disse o ministro.

Patriota agradeceu ao ministro russo o apoio dado para a eleição do hoje diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano, e também ao pleito brasileiro por uma cadeira permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

OBS: Veja abaixo a coletiva de imprensa do Ministro Patriota e do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Kostyantyn Gryshchenko.



Fonte: Site da Agência Brasil

Comentário: Pois é, infelizmente não tem jeito, esse troço tóxico será mesmo lançado do Brasil ou em 2012, como querem esses energúmenos, ou em 2013, o que em tese pode atrapalhar os planos do IAE de lançamento do VLS-1 XVT-01 em 2012, bastando para isso haver choque de datas. Fazer o que? São eles que estão no poder, à sociedade não se manifesta, o Ministério Público idem, a opinião da Classe Científica não tem força nenhuma e para o Congresso, tanto faz como tanto fez, já que a maioria deles nem sabem direito o que é programa espacial. Estamos ferrados. Espero e torço que a Sociedade e o Ministério Publico não esqueçam os nomes dos responsáveis por esse desastre anunciado, ou seja: Roberto Amaral, Luis Inácio "Lula" da Silva, Sérgio Resende, Aloízio Mercandante, Celso Amorim, Michel Temer, Dilma Rousseff, Antonio Patriota e alguns deputados e senadores que defendem essa vergonha, excluindo dessa lista o Nelson Jobim, que segundo se comenta era contrário ao acordo e também o Carlos Ganem e o Marco Antônio Raupp. O Ganem por está impedido de dizer a verdade e o Raupp pelo mesmo motivo. É preciso que no caso dessa história não só acabar em prejuízo financeiro, que o Ministério Público não seja o patrocinador da rodada de pizza na pizzaria mais próxima. O destino dessa gente tem que ser cadeia, independente de quem seja, doente ou não, tem de ver o sol nascer quadrado. Esse país tem de começar a aprender a ser uma nação de verdade, responsabilizando à quem de direito pelos seus atos.

Comentários

  1. O Ciclone 4 vai ser capaz de colocar satelites em órbitas geoestacionarias?? Se sim, essa é uma das poucas vantagens desse equipamento, que poderia ter sido desenvolvido para usar querosene e oxigenio liquidos, o que seria muito mais seguro.
    E outra coisa, as instalações em Alcântara estão prontas? Que eu saiba, os foguetes soviéticos e derivados são colocados na plataforma na posição horizontal, com o auxilio de um trem, ou uma torre móvel, como no caso do Soyuz lançado na Guiana Francesa. Todo esse equipamento está pronto, ou pelo menos em fase de conclusão?? Não adianta os Ucranianos chegarem com o foguete e não termos nem onde armazená-lo!! Tem informações sobre isso???
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é muito dificio falar sobre isso ... combustiveis liquidos nao podem ser usado pelo que sei ... apenas pelo Estados Unidos. Caso outro pais queira usar teria que pagar roius para usar essa tecnologia.
      Então outros paises tem q desenvolver outros combustiveis... Brasil e Ucrania um tem entereço no outro... brasil desenvolver esse combustibel... e a Ucrania tem a tecnologia do ciclone pelo que sei e um iterece multuo.
      claro isso gera muito dinheiro muito mesmo para mandar um satelite voce pagaria em um outro paiz 12 milhoes ... como a base de alcatara esta em cima do tropico e uma posiçao onde a economia de combustivel seria muito grande, Ela é unica manda um satelite custaria na media de 40% mais barato aqui. Por favor me corija no que estiver errado... gostaria de saber mais sobre isso.

      Excluir
  2. Olá Heverton!

    Vai sim amigo, mas só satélites de até 2000 kg. Isso dificulta muito sua atuação no mercado pois normalmente satélites geoestacionários tem peso acima de 4000 kg. Quanto ao uso do querosene e do oxigênio líquido realmente amenizaria muito o problema da toxicidade. Entretanto Heverton, esse acordo é todo furado, não tem vantagem nenhuma e pior, possibilidade zero de êxito comercial. Tanto é assim as poucas empresas que atuam no mercada comercial de lançamento de satélites nem consideram a sua existência em seus planejamentos de mercado. É um projeto que já nasceu morto e se o governo tivesse juízo e fosse responsável, teria desfeito o acordo, evitando assim um prejuízo ainda maior no erário público. Quanto a sua pergunta, você está certo, o sistema que será usado para o lançamento do Cyclone 4 é o mesmo que é utilizado pelos Russos, com trem, plataforma elevatória e tudo mais. Esses equipamentos já estão sendo produzidos na Ucrânia com as doações patrocinadas pelo Mercadante. Enquanto isso, o Brasil segue fazendo a sua parte construindo a estrutura física do sítio de lançamento e colocando mais dinheiro e aumentando cada vez mais a diferença entre o que foi aplicado pelos ucranianos e o que foi aplicado até agora pelo Brasil. Uma vergonha.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. A reportagem confunde russo com ucraniano, os foguetes são de origem russa mas o ministro não, pois nasceu em Kiev.
    Mas duda, se o Ciclone 4 vai ficar fora do mercado comercial, logo ele vai lançar somente satélites governamentais, é isso mesmo? Vai ter demanda?

    ResponderExcluir
  4. Olá Del. Marcílio Farias!

    Não entendi o que quis dizer no inicio do seu comentário, já que o foguete Cyclone-4 é mesmo de origem ucraniana, apesar de ter algumas partes de origem russa. Quanto a sua pergunta, esta será a única saída para operacionalidade desse mastodonte estatal, pelo menos até enquanto a empresa durar, e mesmo assim a demanda será pequena. Nada de se estranhar, já que esse imbróglio todo foi criado por um reconhecido debilóide da Política Brasileira, endossado por questões políticas pelo humorista Lula, tendo seu prejuízo aumentado irresponsavelmente por um menestrel de carreira. Fazer o que?

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. Você tem informações de como anda a construção do sitio? Se já construíram os prédios e outras instalações, já que não houve mais noticias sobre isso, até porque se a previsão de lançamento é pra esse ano ou 2013, as obras deveriam estar bem adiantadas, coisa muito difícil nesse pais.
    abç

    ResponderExcluir
  6. Olá Pedro Marinho!

    Até onde sei as obras seguem em um bom ritmo impulsionadas pelas doações irresponsáveis (sem a contrapartida correta dos ucranianos, numa matemática complicada inventada pelo Mercadante) do Mercadante. Uma vergonha.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  7. Olá Duda!!
    Afinal,quanto em recursos o Brasil e a Ucrânia investiram nessa aventura até o presente momento e quanto será necessário para que o projeto se torne realidade.
    Abraço!!
    Leo

    ResponderExcluir
  8. Olá Leo!

    Até antes do aporte dos ucranianos divulgado de 50 milhões de dólares em nov/dez o Brasil já havia investindo mais de 250 milhões e a Ucrânia somente 90 milhões. Entretanto foi falado que o Brasil iria investir mais 500 milhões no ano de 2102 para a conclusão do sítio de lançamento da ACS. Uma vergonha revoltante.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  9. COM TODO RESPEITO O NELSO JOBIM É UM NOTORIO DEFENSOR DE PARCERIAS COM OS EUA DO TIPO DEFENDIDAS PELOS TUCANOS NA EPOCA VERGONHOSA DO FHC ( ENTREGAR A BASE DE ALCANTARA PARA OS EUA).

    ResponderExcluir
  10. Olá Anônimo!

    Respeito sua opinião, mas não concordo.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  11. Oi! Pergunto-me porque será que as três tentativas anteriores de lançar um VLS (veiculo lançador de satélites) falhou. Onde o Brasil errou? Alguns falam de sabotagem, e se isso existiu é porque também o Brasil não se preparou contra isso. Estão sendo gastos milhões nesses projetos, e o Brasil tem, penso, a terceira agencia espacial mais antiga e ainda nõa fez essa proeza. Existe muita pressão internacional contra isso? Admiro-me que o Brasil não esteja na corrida espacial e ciêntifica, pois é certo que isso só traria avanços para o Brasil. O que se passa com o Brasil?

    ResponderExcluir
  12. Olá Scribanis_Dei!

    Ter falhas no lançamento de foguetes não é algo que deva desacreditar os nossos cientistas, já que é muito comum esses acidentes e incidentes acontecerem quando se esta na fase de desenvolvimento de um projeto, foi assim nos EUA, na Rússia, na Europa e mais recentemente na Coreia do Sul. Se houve sabotagem, não foi divulgado pelo governo, e mesmo que tenha havido isso não é algo estranho nesse setor. Agora, se o Brasil não se preparou adequadamente para enfrentar esse tipo de situação foi porque o governo nunca levou (e ainda não leva) o Programa Espacial com a seriedade e compromisso que se exige.

    Outra coisa amigo, a AEB (Agência Espacial Brasileira) não é a terceira agência espacial mais antiga do mundo e sim o PEB (Programa Espacial Brasileiro) é o quarto mais antigo do mundo.

    Realmente existe pressão internacional, mas isso é contornável se houver interesse do governo. Em resumo amigo, o grande empecilho para o desenvolvimento do PEB sempre foi o governo e o atual é um verdeiro desastre.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  13. Oi,amigos o lançamento do nosso satelites foi sim sabotado ,tem documentos, na net que comprovam isso ,pois no dia do lançamento aviam centenas de amenricanos ao redor de alcantara e no momento da explosão sumiram todos e sem deixar vestigio ,ocorreu outros fatores que dão essas suspeitas ,um ,um avião norte americano invadiu nosso espaço areio no momento do lançamento e segundo que li ,ele enviuou um sinao que fez as placas de combustiveis superaquecer e casou sua iguinição e explosão ,dois , depois da explosão a marinha e o exercito brasileiro procuraram ao redo e no mar achram boias com equipamentos de monitoramento que envia sinais de localização a qualquer parte do mundo apartir do ponto delas ,tres ,nao é segredo a ninguem que os estado unidos nunca vão deixar o brasil por um foguete em orbita ,pois eles adoram querer desacreditar o BRASIL e sua capacidade intelectual ,como fiziam com o enrrequecimento de uranio ,mas o brasil demorou e criou um metodo proprio que enrriquece o uranio mais barato e melhor que o resto do mundo ,bom o foguete pode nao dar lugro na primeira intansia ,mas pode sim se adapitado para elevar sua capacidade de carga ,amigos de credito a nosso cientistas ,pois é o brasil lutando contra o mundo ,e sou afavor de desenvolver todo equipamento em nosso pais ,alem de por o brail no topo ,tem uma nova tecnologia surgindo sabia ,o brasil esta estudando o lançamento de foguetes com tecnologia super sonica ,leiam mais e descobrira que esse progeto é antigo e que a agencia esta mais avançada do que vcs pensam ,O fernando henrrique cardoso foi e é um canalha ,fes um progeto que entrega a base de alcantrar nas mão dos americanos ,so que o congresso nao aprovou ,e eles exigem que o brasil assine o acordo ,so que isso nao vai acontecer , o que eles querem é o mesmo que se o estados unidos entregace a nasa para o brasil.tudo que os cientistas e tecnicos fizecem dentro de alcantrara tinha que ter supervisão e permi~ssão dos estado unidos.o FERNANDO HENRRIQUE ILUMINAT CARDOSO DEVERIA SER PRESO ,ESSE ANTI BRASILEIRO

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde
    Caros amigo ,li varias materias sobre esse foguete ,o brasil nao esta interssado especificamente nesse foguete como lançador de satelite ,mas sim como uma esperiencia para o outro ,foguete brasileiro ,que esta simultaniamente sendo contruido junto cm esse ,que é maior e leva uma carga ultil mais pesada , é como se dizaqui ,alguem tem que ser o primeiro bem sussedido ,para que venha outros ,o governo vai usar a experiencia desse para o real lançamento foguete feito totalmente brasileiro ,e o governo brasileiro tem e nessessita de construir um parque tecnologoco ,para desenvolver seu equipamntos eletronicos ,pois amigos ninguem depende dos estado unidos para seus programas espaciais ,ele se acham donos do espao ,e boicota tudo que é nesse sentido ,quem nao me garante que quando compramos eqipamentos deles para os foguetes ,eles nao venham infectados ,e defeituosos .meu temos mentes brilhantes ,e somos capazer de desenvolver isso ,se o brasil quer realmente crescer ,então que o nossos governantes ponha a mão no bolso e incentive as universidades como usp e unicamp ,como outras ,a desenvolverem projetos nessas areas
    os componetes existem .o que mais falta na nao vontade e boa FÉ

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial