Operação Águia 2 - 2014

Descrição da Campanha

Data do início da campanha: Não divulgada
Operação:  Operação Águia 2 - 2014
Foguete:  Foguete de Treinamento Intermediário (FTI)
Numero do vôo do foguete: 12 (o 10 a ser lançado de Alcântara)
Data de lançamento: 21/08/2014
Horário:  13h58min (horário de Brasília)
Local:  Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)
Apogeu do vôo: Não divulgado
Tempo de Apogeu: Não divulgado
Tempo total de vôo: 3min32seg
Distância percorrida do local de lançamento até área de impacto: Não divulgado
Objetivo:  Esta operação teve como objetivo treinar as equipes e testar os meios associados às atividades de preparação, montagem, transporte, integração, lançamento e rastreio de veículos espaciais, e também visou-se a partir dos parâmetros seguidos e resultados obtidos obter a qualificação e certificação do veículo junto ao Instituto de Coordenação e Fomento Industrial (IFI).
Resultado: O lançamento foi um sucesso.

Experimentos Embarcados:

- Não houve

Instituições Envolvidas:

AEB - Agência Espacial Brasileira
DCTA - Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial
IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço
CLA - Centro de Lançamento de Alcântara - Alcântara-MA         
CLBI - Centro de Lançamento da Barreira do Inferno - Natal-RN
IFI - Instituto de Fomento e Coordenação Industrial
AVIBRÁS - Avibrás Indústria Aeroespacial S/A
DLR - Centro Aeroespacial Alemão
1º GTT - Primeiro Grupo de Transporte de Tropa
1º ETA - Primeiro Esquadrão de Transporte Aéreo
7º/8º GAv - Grupos de Aviação da FAB
DECEA - Departamento de Controle do Espaço Aéreo
MB - Marinha do Brasil

Lançamento do Foguete FTI
Operação Águia 2 - 2014 – 21/08/2014

Foi realizado com sucesso dia 21/08 do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, o lançamento do décimo segundo Foguete de Treinamento Intermediário (FTI), sendo este foguete brasileiro o décimo desse tipo a ser lançado do CLA.

O lançamento do FTI ocorreu às 13h58min (horário de Brasília) tendo  alcançado 3min32seg como tempo total de voo até a queda no Oceano Atlântico, exatamente na área prevista para o impacto do foguete.

Este lançamento integrou as atividades da “Operação Águai II/2014” que teve como objetivo treinar as equipes e testar os meios associados às atividades de preparação, montagem, transporte, integração, lançamento e rastreio de veículos espaciais. Além disso, a partir dos parâmetros seguidos e resultados obtidos após o voo, espera-se obter a qualificação e certificação desse veículo junto ao Instituto de Coordenação e Fomento Industrial (IFI).

“É fundamental lançamentos desse tipo para que possamos manter o CLA operacional e assim poder operar veículos de porte maior e mais complexos”, afirmou o diretor do CLA, o Coronel Eng. César Demétrio Santos.

O FTI é um foguete fabricado pela empresa brasileira Avibrás e integra junto com o foguete FTB (Foguete de Treinamento Básico) o Projeto FOGTREIN (Foguete de Treinamento), que tem como objetivo manter a operacionalidade dos centros de lançamentos brasileiros, ou seja, tanto o CLA como também o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), este localizado no Rio Grande do Norte (RN).

Esta operação foi realizada pelo CLA em conjunto com engenheiros e técnicos do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), da Agência Espacial Alemã e do CLBI. Também apoiaram a operação esquadrões aéreos de transporte de carga e pessoal (1º GTT e 1º ETA), e de asas rotativas em eventual Evacuação Aeromédica (7º/8º GAv). A Marinha do Brasil (MB) atuou no isolamento do trafego marítimo e na comunicação com os navegantes, bem como o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) realizou a interdição do tráfego aéreo na região.

Vídeos:

Lançamento do FTI

Reportagem da TV Mirante de São Luis-MA
Jornal JMTV 2ª Edição – 21/08/2014

Fotos da Operação:

Comentários

  1. Desperdício de um foguete que poderia levar uma carga universitária ou científica........

    Miraglia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Eng. Miraglia!

      Concordo em gênero, número e grau com o seu comentário e esta tem sido uma bandeira do Blog há muito tempo, mas enfim...

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
    2. sim, mas o foguete não leva esses experimentos por conta da comunidade cientifica brasileira que não os produz....
      o foguete está aí, disponível......

      Excluir
  2. Nossa, mas semana que vem poderiam utilizar umas câmeras melhorzinhas pra filmar o lançamento do VS-30/EPL, hein.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo!

      O IAE deve produzir um vídeo sobre as atividades da Operação Raposa, vamos aguardar.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022