Chamada Para Novos INCTs Recebe Proposta Até Setembro

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (26/08) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que a para novos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) recebe propostas até setembro.

Duda Falcão

Chamada Para Novos INCTs
Recebe Proposta Até Setembro

Ascom do MCTI


Brasília, 26 de agosto de 2014 – A nova chamada para propostas de pesquisa a serem realizadas no âmbito do programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) está aberta para submissões.

A chamada foi lançada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e fundações estaduais de amparo à pesquisa (FAPs).

A submissão de projetos pode ser feita até 8 de setembro, exclusivamente por meio de formulário na Plataforma Integrada Carlos Chagas (http://carloschagas.cnpq.br).

Foco – A nova chamada de propostas para INCTs visa a apoiar atividades de pesquisa de alto impacto científico em áreas estratégicas, na fronteira do conhecimento, que busquem soluções para grandes problemas nacionais, por meio da consolidação dos INCTs e da formação de novas redes de cooperação científica interinstitucional.

As FAPs participam do programa cofinanciando as propostas selecionadas cujas instituições-sede estejam em seus respectivos estados. O valor total dos recursos para essa chamada, incluindo os federais e estaduais, é de até R$ 641,7 milhões. As propostas aprovadas deverão ser executadas em seis anos.

As normas da chamada remetem a especificidades das FAPs.


Fonte: Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Olha leitor é uma notícia animadora, mas volto a insistir, o problema do PEB, bem como o do setor de Ciência e Tecnologia do país como um todo, não se resume a falta de recursos financeiros, envolve uma série de problemas que precisam ser enfrentados pelo Governo com comprometimento, cobrança por resultados e ação efetiva na busca por desburocratizar o setor, não sendo ações isoladas como esta que irão resolver o problema. Mas enfim, tá ai a notícia. Vale lembrar que já existem alguns INCTs direcionados para a área espacial e suas ciências correlatas, como o INCT de Estudos do Espaço (coordenado pelo Dr. Sérgio Frascino Muller de Almeida do ITA/IEM) e o INCT de Astrofísica (coordenado pelo astrofísico Dr. João Evangelista Steiner da USP), bem como o INCT de Sistemas Embarcados Críticos – INCTSEC (coordenado pelo Dr. José Carlos Maldonado, Professor Titular e Diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação - ICMC-USP) e o INCT de Óptica e Fotônica (coordenado pelo físico Dr. Vanderlei Salvador Bagnato da USP) que também podem colaborar e muito para o desenvolvimento do PEB.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial