Lançamento do VS30 V13 Previsto Para o Dia 29 Ago

Olá leitor!

Segue abaixo a nota postada hoje (28/08) no site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) com novas informações e fotos sobre o lançamento do foguete VS-30 da Operação Raposa no dia de amanhã.

Duda Falcão

Lançamento do VS30 V13
Previsto Para o Dia 29 Ago

Publicada em 28/08/2014 13:23
Atualizada em 28/08/2014 13:38

Está previsto para o dia 29 de agosto de 2014(sexta-feira), às 16 horas, o lançamento do foguete VS-30 V13, durante a Operação Raposa, que ocorre no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

O veículo VS-30 V13 será utilizado para testar em voo a carga útil denominada EPL (Estágio Propulsivo Líquido) que é composta por um motor foguete a propelente líquido (Motor L5), desenvolvido pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e um Sistema de Alimentação (SAMF), desenvolvido pela empresa brasileira Orbital Engenharia. O EPL funciona com combustíveis líquidos, oxigênio líquido e etanol, que são ecologicamente corretos, capacitando o Brasil a prosseguir no desenvolvimento de motores líquidos maiores, capazes de transportar cargas úteis mais pesadas em maiores altitudes.

A principal finalidade desse lançamento é a capacitação das equipes do IAE e do CLA para a operação de motores a propelente líquido, servindo de base para o desenvolvimento de futuros veículos lançadores de satélites.

É um experimento inédito no País e não há requisitos de desempenho do foguete com relação ao voo. Os principais requisitos de sucesso dessa missão são:

1. dispersão do ponto de impacto no mar dentro das áreas de segurança estabelecidas pela segurança de voo do CLA;

2. ignição do EPL;

3. transmissão e recepção dos dados de voo do VS-30 V13 e dos seus experimentos, por telemedidas;

4. rastreio da trajetória de voo do VS-30, por radares.

Apesar do desempenho do Motor L5, em conjunto com o EPL, ser bem conhecido em solo, por ter sido intensamente testado no IAE, somente com os dados de voo é que haverá confirmação do funcionamento desse motor em condições de ar rarefeito em altitudes elevadas.

Outro grande diferencial desse voo é a parceria da empresa Orbital Engenharia, que desenvolveu os componentes mecânicos e sistemas eletrônicos embarcados que servem para acionar o Motor L5, com recursos recebidos da FINEP.

Para aquisição dos dados de voo estão sendo utilizadas várias redundâncias dos meios de rastreio do CLA, do IAE e da Agência Espacial Alemã (DLR), pois não haverá recuperação da carga útil e os resultados dos experimentos serão recebidos por telemedidas.

Além do experimento EPL, o VS-30 V13 levará a bordo um sistema GPS para uso espacial, desenvolvido em cooperação com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A Agência Espacial Brasileira (AEB) forneceu o suporte financeiro para o desenvolvimento de ambos os projetos.

A Operação Raposa está sendo apoiada pela AEB e conta com participação de diversas organizações militares subordinadas ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) – IAE, CLA e CLBI, ao Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR) - Segunda Força Aérea (II FAE) e Quinta Força Aérea (V FAE) e o 1º Comando Aéreo Regional (I COMAR) e à Marinha do Brasil.



Fonte: Site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)

Comentário: Gostaria de acrescentar ao comentário que fiz hoje a tarde que independente desse teste não está sendo realizado como foi programado inicialmente, devido ao cancelamento do projeto do motor L15, a sua importância é indiscutível e não se pode colocar isto em dúvida, não só pelos motivos óbvios, mas também porque o motor L5 teria de qualquer forma de ser qualificado em voo, já que o planejamento do IAE é usá-lo como o quarto estágio do VLS-1 em substituição do motor S-44 de propulsão sólida, o que acrescentará uma melhor confiabilidade nas missões de lançamento. Assim sendo, o Blog BRAZILIAN SPACE se junta a esta enorme corrente positiva desejando sucesso desde já ao Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), aos pesquisadores do instituto e a empresa Orbital Engenharia. Avante VS-30/EPL.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial