Opto Eletrônica Irá Desenvolver Nova Câmera para o INPE

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (29/12) no blog “Panorama Espacial” do companheiro jornalista André Mileski informando que a empresa "Opto Eletrônica" irá desenvolver uma nova câmera para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Duda Falcão

Nova Câmera da Opto Eletrônica

André Mileski
29/12/2011

A leitura do Diário Oficial da União nas últimas semanas do ano costumam trazer informações interessantes sobre novos negócios e contratos fechados pelo governo. Na edição de 16 de dezembro, por exemplo, foi publicado um extrato de dispensa de licitação prevendo o fornecimento pela Opto Eletrônica, de São Carlos (SP), de uma nova câmera espacial para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), negócio avaliado em pouco mais de R$ 9,5 milhões. O extrato tem por objeto o "fornecimento, sob risco tecnológico, de tecnologias de banda SWIR, de telescópio TMA (Three Mirror Anastigmat ou Anastigmático de Três Espelhos) e de estruturas em carbeto de silício (SiC), acompanhadas de Protótipo de uma Câmera Multiespectral VISWIR".

De acordo com o apurado pelo blog Panorama Espacial, o desenvolvimento da nova câmera representará um grande desafio tecnológico, razão pela qual a contratação deverá ser feita por meio da Lei nº 10.973/04, conhecida como a Lei de Inovação, que flexibiliza certas exigências da Lei nº 8.666/93 ("Lei de Licitações").

A câmera será multiespectral, com onze bandas, e sua resolução será de 20 metros, similar a da MUX, que dotará os satélites CBERS 3 e 4. Nesta primeira fase, será contratado um modelo completo, embora não qualificado para vôo ao espaço. A expectativa é que ao menos três modelos de vôo sejam contratados no futuro para servirem de cargas úteis de satélites de observação construídos pelo INPE.


Fonte: Blog “Panorama Espacial“ - André Mileski

Comentário: Pois é leitor, é o INPE se virando como pode para buscar soluções que pelo menos diminuam os empecilhos causados pela burrocracia.

Comentários

  1. Essa lentes serão oferecidas aos chineses de presente?

    ResponderExcluir
  2. Olá Benito!

    Não creio nisso amigo. Na realidade é o INPE buscando se preparar com antecedência para os projetos de satélites de observação da Terra que eles tentarão realizar nos próximos anos se o governo deixar.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes