Preparando o Futuro Aeroespacial do Brasil


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada ontem (28/04) no site do “Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI)” informando que este centro de lançamento estará realizando nesta quinta-feira (29/04) a “Operação Barreira II”.

Duda Falcão

Preparando o Futuro Aeroespacial do Brasil

28/04/2010

Temos de estar prontos para cumprir, com excelência, a missão de lançar engenhos espaciais de sondagem suborbital de porte adequado à realidade de nossa organização. Encarada dessa forma, esta operação irá, de fato, capacitar-nos para os eventos complexos que o futuro nos reserva. Assim o tenente-coronel aviador Luiz Guilherme Silveira de Medeiros, diretor do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), resume os propósitos da Operação Barreira II, que culmina nesta quinta-feira, 29 de abril, com o lançamento de um foguete de treinamento básico (FTB) a partir das instalações do CLBI, em Parnamirim (RN).

Os FTBs fabricados pela Avibras, indústria brasileira localizada em São José dos Campos (SP), atendem aos anseios da Agência Espacial Brasileira (AEB) e do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), no tocante à garantia da qualificação técnica dos recursos humanos e à manutenção dos meios operacionais necessários às atividades do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), bem como ajudam o país a desenvolver tecnologia de vanguarda. Aqui na Barreira, explica o tenente engenheiro Luís Romeu Nunes, coordenador de planejamento da Operação Barreira II, tudo é rigorosamente testado e avaliado, desde o desempenho do foguete até a rapidez e a eficácia de todos os “passos” da operação. Esses procedimentos são importantíssimos para o sucesso do Brasil no ramo espacial.

Esses “passos” são na realidade mais de uma centena de procedimentos referentes a questões técnicas e, sobretudo, a itens de segurança. Não se pensa somente na segurança interna, mas também na externa, complementa o tenente Romeu. Numa operação como essa, contamos com a ajuda de outros órgãos, como por exemplo a Marinha do Brasil, que isola a região do mar em que o foguete irá cair. (A própria Aeronáutica também interdita, na semana da operação, o espaço aéreo em que o foguete deverá movimentar-se.) Temos sempre de pensar na segurança total de todos os envolvidos, e isso inclui as pessoas que vivem na cidade em que trabalhamos.

FTB - Capaz de alcançar altura (apogeu) de 32 km, o FTB que será lançado nesta quinta-feira carrega quase 30 kg de propelente sólido e possui cerca de três metros de comprimento. O foguete deverá voar por aproximadamente três minutos, e seu ponto de impacto será 17 km distante de seu ponto de origem, diz o capitão aviador Clóvis Martins de Souza, coordenador-geral da Operação Barreira II. Durante esse tempo, teremos condições de coletar dados físicos – temperatura, rotação etc. - que servirão para a posterior certificação e homologação dos engenhos construídos pela Avibras.



Fonte: Site do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI)

Comentário: Com esta notícia fica confirmada para hoje (29/04) o lançamento da “Operação Barreira II” do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI). Consolidando-se assim (até onde o blog tem conhecimento) um marco histórico para o Programa Espacial Brasileiro. Pela primeira vez desde a implantação do PEB duas operações de foguetes foram e serão realizadas com um espaço de dois dias entre elas de sítios de lançamentos diferentes. Isto representa para o Comando da Aeronáutica e para as instituições participantes um grande esforço logístico que jamais foi realizado. O Blog “BRAZILIAN SPACE” parabeniza o Comando da Aeronáutica, o DCTA/IAE, a Avibrás e a todas as instituições e profissionais que direta ou indiretamente participaram ou ainda participarão dessas operações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022