Cooperação Espacial Brasil-China


Olá leitor!

Como você deve saber o presidente da China, Hu Jintao, está em visita ao Brasil e hoje (15/04) junto com o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva assinaram o "Plano de Ação Conjunta entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Popular da China, 2010-2014".

Abaixo segue o trecho do documento correspondente à cooperação espacial entre os dois países:

Artigo 11 - Área de Cooperação Espacial

1. Continuidade e expansão da cooperação espacial. As Partes reiteram o desejo de continuar e aprofundar a cooperação espacial. As Partes destacam o CBERS (“China-Brazil Earth Resources Satellite”) como um dos programas de cooperação tecnológica e científica mais bem-sucedidos entre países em desenvolvimento e reafirmam o desejo de expandir e enriquecer a cooperação no âmbito desse programa.

2. Fortalecimento da parceria estratégica. As Partes implementarão ativamente o Protocolo para a Continuidade, Expansão e Aplicação do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres entre a Agência Espacial Brasileira do Governo da República Federativa do Brasil e a Administração Espacial Nacional da República Popular da China.

3. Política de dados. China e Brasil expandirão o programa CBERS e suas aplicações por meio da assinatura de um acordo que defina a política de dados para distribuição de imagens produzidas pela série de satélites CBERS à China, Brasil e outros países. Essa política de dados cobre os dados obtidos pelo CBERS-1, CBERS-2 e CBERS-2B bem como pelos futuros CBERS-3 e CBERS-4.”.


Duda Falcão


Fonte: Site do Ministério das Relações Exteriores (MRE)

Comentário: É decepcionante e esperávamos muito mais desta visita do presidente chinês. Na realidade este documento no que diz respeito às atividades espaciais não acrescenta nada de novo só reiterando o que já vem sendo feito, em outras palavras, o já conhecido enchimento de lingüiça dos políticos. Fica pergunta, o que a AEB e o INPE foram fazer na viagem a China semanas atrás quando encontraram com representantes de ambos os países visando preparar a visita do presidente chinês ao Brasil? O senhor Ganem e comitiva viajaram somente para ajudar os chineses a redigirem em português esses três pequenos parágrafos do documento? Parece que com exceção da visita do diretor do INPE, Gilberto Camara, ao "Center for Earth Observation and Digital Earth - CEODE" (veja a nota Brazilian Delegation Visits CEODE in China) visando novas parcerias na área espacial, nada de produtivo foi feito durante a viagem. Lamentável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial