AAR Modifica de Novo sua Programação de Lançamentos


Olá leitor!

Como disse com propriedade o Cel. Carlos Antônio Kasemodel em sua entrevista ao blog postada dia 23/04 (abaixo) os dois propulsores que compõem o foguete brasileiro VS-40 (o S-40 e o S-44) serão utilizados pela DLR alemã no projeto SHEFEX, mais precisamente no lançamento do experimento Shefex-2.

O blog já havia noticiado (veja a nota O Foguete VS-40 na Europa Entre Março e Abril de 2011) que segundo o programa de lançamento (até o dia 09/04) da Agência Espacial Norueguesa (Andoya Rocket Range - AAR) a missão VS-40/Shefex-2 estaria confirmada para ocorrer entre março e abril de 2011 do Centro Espacial de Andoya, na Noruega.

Acontece leitor que, segundo a nova programação de lançamento do AAR (Download) essa importante missão européia para o "Projeto SARA" brasileiro simplesmente deixou de existir, ou melhor, não consta mais da programação nem em 2012 e nem em 2013.

Para completar a missão do experimento ICI-3 que estava prevista para ocorrer através do foguete VSB-30 em dezembro de 2011 passa agora para ocorrer entre novembro e dezembro do mesmo ano e através do foguete brasileiro/americano VS-30/Orion.

Além disso, uma outra missão que dará continuidade ao experimento ICI europeu, ou seja, a missão ICI-4, foi programada para ocorrer entre novembro e dezembro de 2013 também através de um foguete VS-30/Orion. Ambas as missões do experimento ICI serão realizadas do Sitio de Lançamento de Svalbard, na Noruega, também pertencente à AAR.

Não é a primeira vez que a missão do Shefex-2 foi adiada ou modificada já que isso ocorreu ano passado. Sendo assim, ficam as perguntas: O que será que aconteceu com a missão VS-40/Shefex-2? Será que os europeus estão com algum problema de desenvolvimento? Ou o problema é com o desenvolvimento do VS-40 modificado? Vamos aguardar os acontecimentos.

Duda Falcão


Fonte: Site da Agência Espacial Norueguesa (Andoya Rocket Range - AAR)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial