quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Brasil/NASA Vão Estudar Juntos Clima e Camada de Ozônio

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria postada hoje (27/10) no site “Folha.com” do “Jornal Folha de São Paulo” destacando que o Brasil e a NASA vão estudar juntos clima e camada de ozônio.

Duda Falcão

CIÊNCIA

Brasil e NASA Vão Estudar Juntos
Clima e Camada de Ozônio

DE SÂO PAULO
27/10/2011 - 14h05

O administrador da NASA em visita ao Brasil, Charles Bolden, assinou nesta quinta-feira um acordo de cooperação com o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), ratificado pela AEB (Agência Espacial Brasileira). Com isso, o país deve compartilhar equipamentos, dados, treinamento e tecnologia americana.

Esta é a primeira viagem feita à América do Sul nos últimos oito anos por um administrador da agência espacial dos EUA, como é designado o cargo ocupado por Bolden.

A cidade de Maxaranguape, no Rio Grande do Norte, será a base de lançamento de balões atmosféricos para análises da camada de ozônio.

O Brasil também vai colaborar com o programa GPM (sigla em inglês de Global Precipitation Measurement), que conta com a participação da JAXA, a agencia espacial japonesa. O sistema reúne informações sobre a precipitação de chuvas e neve, incluindo imagens em 3-D mais apuradas.

Bolden estenderá sua viagem ao Chile, à Argentina e à Costa Rica para discutir acordos com os governos desses três países.


Fonte: Site Folha.com - 27/10/2011

Comentário: Há de se ter calma com essa notícia, pois a mesma pode ser truncada. Que tipo de compartilhamento de equipamentos de tecnologia americana a Folha se refere? Pelo que sei, nenhum acordo nesse sentido pode ser feito sem um acordo de salvaguardas tecnológicas que passa pelo crivo super rigoroso do Congresso Americano. Há não ser que sejam tecnologias não significativas, mas mesmo assim, acredito que só com a aprovação do Congresso yanke, não basta ter a simpatia do governo OBAMA. Outro fato interessante na notícia é que Charles Bolden deverá seguir para o Chile, onde a NASA já tem acordos interessantes em andamento, para a Argentina, onde deverá acertar acordos que envolvam novos satélites e a Costa Rica onde deverá certamente ter reuniões com o pessoal da AD ASTRA sobre o motor a plasma que está sendo desenvolvido por essa empresa costariquenha/americana com recursos da NASA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário