Operação HIFIRE 5A

DESCRIÇÃO DA CAMPANHA

Operação: HIFIRE 5A
Foguete: VS-30/Orion
Numero do vôo do foguete: 7
Data de lançamento: 25/04/2012
Horário: 11:00 horas (horário local)
Apogeu do vôo: Não divulgado
Tempo em ambiente de microgravidade: Não foi divulgado
Local: Centro de Lançamento de Andoya (Noruega)
Objetivo: Lançamento do experimento HIFIRE 5A, carga útil do programa hipersônico internacional “Hypersonic International Flight Research Experimentation Program”, programa esse liderado pela NASA, pelo AFRL e pelo DSTO, com a colaboração do DLR alemão.
Resultado: O motor-foguete "Improved Orion" do segundo estágio falhou no momento de sua ignição. Foram coletados dados aerodinâmicos até a ruptura e alguns objetivos experimentais foram cumpridos. Todos os objectivos técnicos não foram atendidos.

Carga Útil Embarcada (Científica)

- Experimento HIFIRE 5

Instituições Envolvidas

DLR - German Aerospace Center (Alemanha)
NASA - National Aeronautics and Space Administration (Estados Unidos)
AFRL - Air Force Research Laboratory (Estados Unidos)
DSTO - Defence Science and Technology Organisation (Austrália)
ARR - Andøya Rocket Range (Noruega)
DCTA - Departamento de Ciência de Tecnologia Aeroespacial (Brasil)
IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço (Brasil)

Lançamento do VS-30/Orion na Noruega Falhou

O DLR (Agência Espacial Alemã) lançou as 11:00h (horário local) dia 25 de abril de 2012, do Centro de Lançamento de Andoya (ARR), na Noruega, a carga útil HIFIRE 5A através do foguete brasileiro VS-30/ORION, lançamento esse que infelizmente falhou devido a não ignição do motor-foguete “Improved Orion” do segundo estágio do foguete.

Segundo o que foi divulgado, os dados aerodinâmicos da missão foram coletados até a ruptura, e alguns objetivos experimentais foram cumpridos, mas os objetivos técnicos não foram atendidos. Devido a isso, outra missão denominada “Operação HIFIRE 5B” foi programa para ser lançada do mesmo local em setembro de 2013, através de outro foguete VS-30/orion.

Essa missão foi referente ao terceiro lançamento de dez programados do programa hipersônico internacional intitulado de  “Hypersonic International Flight Research Experimentation Program”, programa esse liderado pela NASA, pelo AFRL (Air Force Research Laboratory) dos EUA e pelo Defence Science and Technology Organisation (DSTO) da Austrália, ao mesmo tempo que representou o primeiro lançamento de um foguete brasileiro visando atender esse programa internacional.

Vale dizer também que esse foi o sétimo lançamento desse foguete brasileiro (o quinto fora do Brasil) que é constituído em seu primeiro estágio pelo motor-foguete sólido brasileiro S-30 e em seu segundo estágio pelo motor-foguete sólido Improved Orion de origem norte-americana. Além disso, vale lembrar que o VS-30/Orion já foi utilizado pelos programas estrangeiros HotPay, Shefex, ICI e agora HIFIRE, todos lançados de Andoya.


Lançamento do VS-30/Orion
Andoya Rocket Center - 25/04/2012

Fotos da Missão:




Fonte: Diversas

Comentários

  1. Olá Duda, tem algum foguete sendo desenvolvido aqui para substituir o Orion ou o conjunto VS-30/Orion?

    Ao meu ponto de vista estes êxitos dão animo para as equipes desenvolvedoras e maior chance de receberem investimentos pois apresentam resultados.

    Obrigado Duda!

    ResponderExcluir
  2. Olá Charles!

    Não, não tem nenhum foguete sendo desenvolvido para substituir o Orion e não creio que existe essa pretensão. O único foguete de sondagem que deverá ser desenvolvido nos próximos anos é o VS-50, derivado do motor-foguete S50 do VLM-1. O VS-30/Orion é fruto da parceria com o DLR e deve continuar assim durante muito anos.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial