Astrofísico Russo Realiza Palestra Hoje na UFRN

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (20/11) no site da “Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)” destacando que o astrofísico russo, Alexander Lazarian, irá realizar hoje no Instituto Internacional de Física (IIF) desta universidade a palestra “Magnetic Field Influence on Star Formation in Turbulent Media”.

Duda Falcão

Notícia

Astrofísico Russo Inicia Atividades na UFRN
com Palestra Nesta Quinta-Feira, dia 22

20/11/2012 - 11:36

O astrofísico russo Alexander Lazarian, da Universidade de Wisconsin-Madison (USA), apresenta, nesta quinta-feira, 22, a palestra Magnetic Field Influence on Star Formation in Turbulent Media (A Influência de Campo Magnético na Formação de Estrelas em Meio Turbulento) no Instituto Internacional de Física (IIF), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O início está marcado para as 10h30, na sala de seminários do instituto. A palestra será em inglês e não haverá tradução simultânea.

Esta é a terceira passagem de Lazarian por Natal, segunda como professor pesquisador visitante do Instituto Internacional de Física. Desta vez, ele deve integrar a equipe de pesquisadores do IIF por nove meses. O cientista vai colaborar também com os estudos em astrofísica desenvolvidos pelo Departamento de Física Teórica e Experimental (DFTE) da UFRN, sob a coordenação do professor Renan Medeiros.

A palestra desta quinta-feira marcará o início das atividades do professor Alexander no IIF. Nela, o astrofísico apresentará novos dados e resultados de simulações alcançadas em seus estudos sobre formação das estrelas, além da comparação entre previsões teóricas e o desenvolvimento de técnicas de observação da turbulência e suas propriedades. "É importante destacar também o papel importante dos campos magnéticos na formação das estrelas", disse o cientista.

Esses resultados vêm para atualizar o entendimento sobre a turbulência do meio interestelar e podem ser conferidos em detalhes no artigo Magnetization of Cloud Cores and Envelopes and Other Observational Consequences of Reconnection Diffusion. O texto é de coautoria do professor Lazarian e foi publicado em 12 setembro deste ano pelo The Astrophysical Journal.

No final de 2011, Lazarian teve o artigo Low-Mach-number turbulence in interstellar gas revealed by radio polarization gradientes publicado na revista Nature, uma das mais prestigiadas publicações científicas do mundo. Tal trabalho, resultado de mais de 15 anos de estudos e observações, revelou que a formação das estrelas ocorre em um meio turbulento de interações complexas entre campos magnéticos, gases e nuvens moleculares, diferente do que se compreendia até então, que as estrelas se formavam em meio estático.

De acordo com o professor Alex, como prefere ser chamado o cientista, é importante entender como são formadas as estrelas. “Elas são uma condição para as nossas vidas, nenhuma vida é possível sem as estrelas”, disse. Segundo ele, elementos químicos como o carbono e o oxigênio, essenciais para os seres vivos, são produzidos dentro das estrelas, a partir de hidrogênio e hélio, em reações nucleares. Essas reações é que dão origem às estrelas, planetas e galáxias.

A constatação do comportamento turbulento do meio interestelar só foi possível graças a supercomputadores e diversas combinações de telescópios, que puderam identificar espectros radiopolarizados, identificando assim o fenômeno. Essas medições permitiram criar um novo panorama desse ambiente cósmico, com poeira e plasma (gases ionizados) deslocando-se em altíssimas velocidades.

Alexander Lazarian explicou que seu trabalho publicado no ano passado trouxe uma “mudança substancial no paradigma da compreensão do processo de formação das estrelas”, que desconsiderava a turbulência do meio interestelar. “É importante que nós, cientistas, harmonizemos nossos conhecimentos nas pesquisas. Daí a importância do Instituto Internacional de Física", declarou. "Eu espero que o IIF receba muitos professores visitantes enquanto eu estiver aqui".

A palestra é gratuita e integra a programação de discussões semanais sobre os estudos científicos atuais da física. O público-alvo é formado por estudantes e pesquisadores da área. Apesar disso, o acesso é livre, não havendo a necessidade de inscrição prévia.

O Instituto Internacional de Física está localizado na Avenida Odilon Gomes de Lima, 1722, Capim Macio, Natal. Outras informações pelo número 3215-9201.


Fonte: Site da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial