INPE Vai a Índia para Reunião do Programa IBAS de Satélites

Olá leitor!

Como já havíamos anunciado que aconteceria (veja a nota: “O Brasil, os Programas de Satélites Conjuntos e a Pizza”), segundo o Diário Oficial da União (DOU) de hoje (22/10), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) enviou a Índia um dos mais conhecidos pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Marco Antonio Chamon, para participar da reunião técnica do projeto do Programa de Satélite IBAS (SIBAS), missão espacial conjunta entre os países integrante do Grupo IBAS, ou seja, Índia, Brasil e África do Sul. Abaixo segue o despacho do ministério como publicado no DOU.

Duda Falcão

DESPACHO DO MINISTRO
Em 19 de outubro de 2012

MARCO ANTONIO CHAMON, Pesquisador Titular do INPE, participar de reunião técnica e científica na "Indian Space Research Organisation - ISRO", para discussão de missão espacial conjunta entre Brasil, Índia e África do Sul, em Bangalore, Índia, no período de 21.10 a 24.10.2012, com ônus para o MRE. Art. 1º, inciso V.

Min. MARCO ANTONIO RAUPP


Fonte: Diário Oficial da União (DOU) - Seção 2 - pág. 06 - 22/10/2012

Comentário: Veja bem leitor como são as coisas, enquanto nas nações de verdade os governos mais sérios usam a política para desenvolver os seus países, no Brasil esses energúmenos usam as oportunidades tecnológicas entre outras para colher frutos políticos ou até coisa pior. Estou convencido de que enquanto não houver uma mudança de mentalidade no seio da própria sociedade brasileira, continuaremos formando esses energúmenos e os catapultando ao poder. Por isso votei nulo, por isso votarei nulo novamente no próximo domingo e continuarei votando nulo pelo resto de minha vida, pois só assim estarei contribuindo para gerações futuras de meu país e quem sabe um dia ajudar a transformar o Brasil numa nação de verdade respeitada internacionalmente e principalmente num país mais justo para todas as classes de nossa sociedade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial