Brasil e Ucrânia se Comprometem Lançar Foguete em 2014

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (19/10) no portal “UOL” destacando que Brasil e Ucrânia se comprometem a lançar primeiro satélite conjunto em 2014.

Duda Falcão

UOL Notícias - Ciência

Brasil e Ucrânia se Comprometem a Lançar
Primeiro Satélite Conjunto em 2014

19/10/2012 – 19h040

Brasília, 19 out (EFE).- A presidente Dilma Rousseff, e o presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, se comprometeram nesta sexta-feira a lançar em 2014, da base brasileira de Alcântara, o primeiro satélite desenvolvido por ambos os países, informaram fontes oficiais.

Porta-vozes da presidência explicaram à Agência EFE que Dilma e Yanukovych conversaram por telefone durante 20 minutos e que ambos concordaram que a associação entre os dois países no setor aeroespacial tem um caráter "estratégico".

Brasil e Ucrânia se associaram em 2003 para o projeto conhecido como "Cyclone-4", que propõe um plano de cooperação para o desenvolvimento de um lançador de foguetes que operará na base de Alcântara, no Maranhão.

A base fica situada quase na linha do Equador, o que, segundo especialistas, é uma vantagem para o lançamento de satélites.

O projeto prevê um investimento de US$ 588 milhões, divididos em partes iguais, e constitui uma aposta brasileira para entrar no seleto "clube" de países capazes de pôr satélites em órbita, que até agora só inclui os Estados Unidos, a China, a França, a Índia, Israel, o Japão, a Rússia e a própria Ucrânia.

O primeiro lançamento estava previsto inicialmente para 2013, mas o projeto sofreu vários adiamentos, sobretudo por questões financeiras.

Durante a conversa de hoje, Yanukovych também convidou Dilma a fazer uma visita oficial à Ucrânia em 2013, proposta "aceita" pela presidente, segundo as fontes.

A data da visita será negociada posteriormente, mas a chefe de Estado já adiantou que pretende viajar para a Ucrânia acompanhada de uma grande delegação de empresários, para que explorem as possibilidades de negócios que existem entre os dois países.


Fonte: Portal UOL - http://www.uol.com.br/

Comentário: Em primeiro lugar Brasil e Ucrânia não irão lançar nenhum satélite conjunto como pode parecer para o leitor menos informado, e sim realizar o primeiro lançamento com satélites desse trambolho tóxico ucraniano de Alcântara em 2014, na única operação de qualificação prevista desse foguete, que gratuitamente tentará colocar no espaço um nanosatélite japonês chamado Nano-JASMIM e possivelmente o satélite universitário brasileiro chamado ITASAT-1. Na realidade não houve acordo nenhum entre Dilma e Yanukovych, e sim a concordância em adiar por mais um ano o lançamento do foguete, o que para o verdadeiro PEB é uma péssima notícia, já que esse desastroso acordo continuará minando financeiramente o desenvolvimento dos projetos em curso na área de veículos lançadores do verdadeiro Programa Espacial Brasileiro. Lamentável! Gostaríamos de agradecer ao leitor paulista José Ildefonso pelo envio dessa notícia.

Comentários

  1. Deixa-me advinhar. Adiaram o lançamento por questões políticas? Mas precisava mesmo ser 1 ano?

    Esperamos que sela lançado nosso VLS no mesmo ano desse Cyclone. Melhor se fosse antes, mas pelos visto esse projeto é a prioriedade.

    ResponderExcluir
  2. Olá Israel!

    Esteja certo disso, numa dividida quem perde é o VLS-1, infelizmente.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space(

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Mais um ano de atraso no Cyclone? Tomara que não forcem mais um ano de atraso no VLS também... fico na dúvida se estão atrapalhando o VLS de propósito para que não ofusque a Cyclone apesar de serem propostas muito distintas. Até onde sei o VLS era pra ser lançado começo desse ano, depois ficou para o segundo semestre desse ano e depois ficou para o segundo semestre do ano que vem... sem contar os adiamentos anteriores a esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bobdirlei!

      Tenha certeza que tanto o projeto do VLS-1, como o do VLM-1, além de outros projetos do PEB em andamento no IAE e no INPE serão profundamente prejudicados por esse novo atraso.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  5. bom...dizer que o Brasil vai entrar para o seleto grupo de países que lançam satélites em órbita com o foguete UCRANIANO É UMA BOBAGEM QUE JÁ OUVI DIZER E FICA UM MONTE DE GENTE REPETINDO ISSO.....
    sera que esquecem que o foguete é ucraniano e o Brasil não tem nenhuma participação nesse foguete?
    Duda...snão eria interessante pedir aos seus leitores que façam comentários pertinentes à noticia dada?
    tem alguém aí que parece que é meio perturbado e fica postando comentário que não tem nada a ver com a noticia

    ResponderExcluir
  6. Olá Anônimo!

    Tenha calma amigo, não tem ninguém perturbado aqui, e todos tem o direto achar e opinar sobre o que pensa, mesmo que as vezes por um motivo ou outro não faça sentido alguns comentários. Esse é um diferencial que temos aqui no blog, onde não existe a censura, desde que o leitor faça seus comentários com educação. Entretanto concordo contigo que seria melhor que os leitores quando opinarem façam dentro do tema da notícia, pois assim a discussão sobre a mesma evoluiria mais facilmente.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  7. O projeto VLS além de sofrer boicotes financeiros carece de mão de obra(engenheiros e técnicos capacitados) que acabam se concentrando em projetos quase inúteis como esse.
    Tomara que esse projeto traga alguma tecnologia para o Brasil nem que por de baixo dos panos(espionagem industrial), que ajude em projetos nacionais no futuro porque francamente é a unica vantagem que vejo nesse projeto.

    ASS: Lucas Sivieri

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022