1ª Semana Claudio Barros de Engenharia Aeroespacial

Olá leitor!

Informo que estão abertas as inscrições para a “1ª Semana Claudio Barros de Engenharia Aeroespacial (AEROCB)”, evento este organizado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que se realizará de 19 a 22 de Novembro em Belo Horizonte (MG)e quem estiver interessado já pode se inscrever para participar das varias palestras dos setores Aeronáutico e Astronáutico, além de tentar conseguir uma vaga para o mini-curso e visita técnica de sua preferência.


Como as vagas dos mini-cursos e das visitas técnicas são limitadas, para que os participantes reservem sua vaga será cobrado um valor calção de R$10,00 por mini-curso/visita, a ser pago no primeiro dia do evento. Esse valor será devolvido ao final do mini-curso/visita técnica. Caso o valor não seja pago, a pessoa cederá a vaga para o próximo na lista de espera.

Lembrem-se de especificar o tamanho e estilo de camisa que vão querer (normal ou baby look)!

A organização do evento informa que caso os interessados tenham duvidas, fiquem a vontade para entrar em contato. As inscrições e contatos podem ser realizados clicando aqui

Contamos com a participação de todos para que o evento seja um grande sucesso!

Avante AEROCB!

Duda Falcão


Fonte: Com Informações da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Comentários

  1. Lembrando que o evento vai ocorrer nos dias 19 a 22 de Novembro! Agradeço o Dudu pela postagem e já estendo o convite para participar de nosso evento!

    ResponderExcluir
  2. Olá Pessoal!

    Poxa participaria com prazer, e agradeço o convite, mas infelizmente estou vivendo ainda problemas de recursos financeiros limitados por estar desempregado, e assim sendo, ficaria muito pesado para mim. Desejo a vocês sucesso com o evento e estarei aqui disponível para divulgar o resultado do mesmo, tá ok?

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Esse foguete "Orion" é de origem norte americana, certo? O PEB está planejando substituir esse foguete? Se esse foguete parece ter dado "pau" antes, enquanto a parte brasileira do foguete cumpriu bem suas funções, será que não existirá um projeto que vise desbancar o sistema Orion dos nossos lançamentos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Israel,

      Não entendi muito bem a ligação do "Orion" nesse assunto, mas como o Blog é tão dinâmico, até te compreendo...

      Mas o "Orion" e seu sucessor o "Improved Orion", tem uma característica muito interessante, que é uma combustão em duas etapas, sendo a primeira mais curta e potente (impulsão) e a segunda mais longa, porém mais fraca (sustentação).

      Eu até acho que o nosso pessoal deveria tentar algo nesse nicho, pois para eles, com os conhecimentos adquiridos, deve ser moleza desenvolver um motor assim.

      Como o Orion acabou entrando no nosso programa espacial, esse foi um dos artigos que eu criei lá na Wikipedia. Tem mais detalhes lá.

      Abs.

      Excluir
  4. Olá Israel!

    Sim, ele é norte-americano. Você quer dizer motor-foguete né? Bom, não, não está porque o VS-30/Orion é um foguete desenvolvido no escopo do acordo com o DLR e na verdade o nível de acerto desse motor é extremamente alto, se levarmos em conta quanto desses motores-foguetes Improved Orion são utilizados em foguetes mundo afora anualmente. Se sua pergunta foi motivada devido a nota que postei ontem sobre o tal VSB-30/Orion, saiba que foi esclarecido que na realidade houve um erro de digitação e eles estavam mesmo apresentando para os chilenos o VS-30/orion.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial