Propostas para o SGDC Devem Ser Entregues Até 8 de Abril

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (21/02) no site “TELETIME” informando que a especificação as propostas para o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação Estratégica (SGDC) devem ser entregues até 8 de abril para ser escolhida pela Telebrás.

Duda Falcão

SATÉLITE

Propostas para o Satélite Brasileiro Devem ser
Entregues Até 8 de Abril; Telebrás Escolherá

Helton Posseti
Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013, 20h22

Já está "na rua" desde o dia 15 de fevereiro a Request for Proposal (RFP) da Visiona, joint-venture entre a Telebrás e a Embraer, para a contratação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação Estratégica (SGDC). Segundo apurou este noticiário, entre as empresas que retiraram o documento estão os principais players do setor: as francesas Thales Alenia e Astrium; as americanas Loral, Boeing e Orbital; e a japonesa Mitsubishi.

Trata-se da contratação de uma solução completa, ou seja, inclui o artefato (o satélite em si) e o veículo lançador (foguete). Os fornecedores do artefato, portanto, devem apresentar propostas conjuntas com o lançador. Os gateways que ficam em terra serão objeto de uma contratação direta da Telebrás.

O prazo final para envio das propostas é o dia 8 de abril. Depois disso, a Visiona tem até junho para elaborar um relatório-síntese de todas as propostas e remetê-lo à Telebrás e ao governo, que escolherão a proposta vencedora levando em conta o que foi oferecido em termos de transferência de tecnologia.


Fonte: Site TELETIME - http://www.teletime.com.br/

Comentário: Bom leitor, veja você como a classe política desse país divulga informações sem qualquer compromisso com a verdade. Desde que se noticiou que esse satélite seria lançado em 2014 o blog BRAZILIAN SPACE tentou passar para a nossa pequena comunidade que não existia qualquer possibilidade desse satélite ser lançado nesta data, não só por não haver tempo suficiente para o seu desenvolvimento, mas também pela morosidade da máquina política brasileira e pela quase certeza do não cumprimento do cronograma de liberação de recursos nos prazos que deverão ser pré-estabelecidos com a empresa vencedora do contrato, o que impossibilita cumprir o acordo dentro do prazo, principalmente quando se está tratando com empresas estrangeiras. A verdade é que a nossa administração pública é abaixo da crítica, não tem responsabilidade nenhuma e se utiliza dessa situação para prometer o que não pode cumprir e muitas vezes o que não tem intenção de cumprir, visando com isso colher frutos políticos que possam contribuir na contínua luta pelo poder. É Lamentável!

Comentários

  1. O que não me entra na cabeça é um satélite de comunicação militar sendo produzido por outro país, não concordo.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ler o RFP, para saber exatamente do que estamos falando, mas não sei se é um documento aberto. Alguém teria essa resposta, e talvez um link para ele?

    ResponderExcluir
  3. Olá Anônimo!

    Não ceio que essa RFP seja aberta, mas... se for, vamos esperar que algum leitor do blog tenha essa informação.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022