Brasil Será Sede da Conferência Intern. de Raios Cósmicos

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia publicada hoje (26/02) no site do “Jornal da Ciência” da SPBC destacando que o Brasil será Sede de um dos encontros mais importantes do mundo na área de Física.

Duda Falcão

Notícias

Brasil Será Sede de Um dos Encontros Mais
Importantes do Mundo na Área de Física

Pela primeira vez, a Conferência Internacional de
Raios Cósmicos (ICRC) será realizada na América do Sul

Núcleo de Comunicação Social 
do CBPF, com adaptações
26/02/2013

A 33ª edição da ICRC (International Cosmic Ray Conference) - um dos maiores, mais importantes e mais tradicionais encontros de física do mundo - será realizado entre 2 e 9 de julho no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. Com a presença de aproximadamente mil cientistas de todo o mundo, o encontro discutirá os mais recentes resultados ligados à física dos raios cósmicos, do Sol, das explosões de raios gama e da matéria escura. As inscrições e submissão de trabalhos se encerram no dia 1º de março.

A primeira edição do ICRC ocorreu logo após o fim da Segunda Guerra Mundial,e, desde então, tem acontecido a cada dois anos. Os dois últimos encontros foram em Pequim (China), em 2011; e Lodz (Polônia), em 2009.

Mistérios da Natureza - O ICRC se dedica a tópicos tradicionalmente ligados à física dos raios cósmicos e à astrofísica de altas energias e de partículas. Mas ela também atrai cientistas que trabalham com temas ligados a raios gama e neutrinos. Este ano, no Brasil, pela primeira vez, haverá a participação da comunidade que estuda a misteriosa matéria escura. Por essa razão, o ICRC adotou o subtítulo 'A Conferência da Física de Astropartículas'. Estão planejadas mais de 300 palestras científicas - em sessões plenárias e paralelas -, bem como diversas palestras para o grande público.

Inscrições e Submissão de Trabalhos - Inscrições e submissão de trabalhos são aceitas até 1º de março próximo pelo sítio do encontro: http://www.cbpf.br/~icrc2013/

Organização - A edição brasileira do ICRC está sendo organizada pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) - órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) -, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pela Sociedade Brasileira de Física, com patrocínio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelas Fundações de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (FAPERJ) e de São Paulo (FAPESP).

Entrega de prêmios - No ICRC, são tradicionalmente apresentados os prêmios da IUPAP (União Internacional de Física Pura e Aplicada) para a pesquisa em física de raios cósmicos e astrofísica de partículas.

Tradição - Ano passado, foram comemorados os 100 anos da descoberta da origem dos raios cósmicos. Os experimentos que levaram à conclusão sobre a origem extraterrestre dessa radiação renderam ao físico austríaco Victor Hess (1883-1964) o Nobel de Física de 1936. O Brasil tem ampla tradição nas áreas relacionadas ao encontro, com pesquisadores envolvidos em diversas colaborações científicas internacionais dedicadas ao estudo das partículas mais energéticas do universo, como o Observatório Pierre Auger, na Argentina (www.auger.org); o laboratório europeu CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), na Suíça (www.cern.ch); e o CTA (Cherenkov Telescope Array ou Rede de Telescópios Cherenkov) (www.cta-observatory.org), o mais importante experimento de astrofísica de altas energias da próxima década e cujas operações devem se iniciar até 2018 - com grande chance de ser instalado na América do Sul.

A física de raios cósmicos teve como um dos seus pioneiros no Brasil o físico César Lattes (1924-2005), fundador do CBPF em 1949 e um dos descobridores, no final da década de 1940, do chamado méson pi, partícula que serve como 'cola' dos prótons e nêutrons, mantendo o núcleo atômico coeso.


Fonte: Jornal da Ciência de 26/02/2013

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Rússia Oferece ao Brasil Assistência no Desenvolvimento de Foguetes