INPE e ACEVP Lançam Projeto de Reflorestamento

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (19/02) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o instituto e a Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba (ACEVP) lançarão dia 22/02 um projeto de reflorestamento de área em Cachoeira Paulista (SP).

Duda Falcão

INPE e ACEVP Lançam Projeto de
Reflorestamento de Área
em Cachoeira Paulista

Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e a Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba (ACEVP) lançam no dia 22 de fevereiro o projeto Mata Nativa. A iniciativa prevê o reflorestamento de 23,7 hectares de Mata Atlântica, em área da unidade do INPE de Cachoeira Paulista, e o desenvolvimento de pesquisas com o objetivo de produzir um modelo de recuperação de áreas degradadas e avaliar o impacto do reflorestamento no ciclo hidrológico e balanço de nutrientes em uma bacia de drenagem. O projeto também possibilitará a redução da Pegada de Carbono do INPE, por meio do plantio de cerca de 36 mil mudas de espécies vegetais da Mata Atlântica.

Serão plantadas 80 diferentes espécies nativas da Mata Atlântica, entre elas amendoim-bravo, ipê-roxo, paineira, pau-viola, jequitibá-rosa e sangra-d’água. Durante a vigência da parceria, de dois anos, serão realizados experimentos e pesquisas no local. Entre as pesquisas previstas estão a dinâmica de nutrientes, a fixação de carbono e as taxas de crescimento das espécies. A partir desses estudos será possível propor métricas, protocolos de coleta e amostras, além de um modelo de recuperação florestal que poderá ser replicado.

O reflorestamento ainda faz parte da proposta do INPE de compensação de suas emissões de carbono. “Trabalhamos para minimizar o impacto de nossas emissões. O plantio de árvores é um passo nesse sentido, mas, além de compensar, também ressaltamos a importância de se encontrar formas de redução das emissões de gases de efeito estufa”, afirma Jean Ometto, pesquisador do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do INPE e coordenador do projeto.

“Estamos juntando o melhor dos dois mundos”, diz Paulo Valladares, secretário executivo do Corredor. “Faremos a floresta e o INPE, os estudos. Agora temos como parceira uma das mais importantes instituições de pesquisa do Brasil e do mundo, que poderá nos auxiliar na validação da nossa metodologia de trabalho”, explica.

O lançamento do projeto Mata Nativa será às 8h30 desta sexta-feira (22/2), no auditório do CPTEC/INPE, em Cachoeira Paulista.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial