VSB-30 se Prepara para ser Industrializado


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje 16/11 no site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) destacando as operações de lançamento de dois foguetes VSB-30 com as plataformas européias Texus 46 e 47, que estarão acontecendo nesses próximos dias do Centro de Lançamento de Esrange, na Suécia, e a sua desejada industrialização.

Duda Falcão

FOGUETE DE SONDAGEM BRASILEIRO É LANÇADO NA EUROPA

16/11/2009

O foguete de sondagem VSB-30 pode ser transferido para a indústria aeroespacial brasileira com a sua qualificação como sistema e a sua transformação em um item de produção. Os sete vôos bem sucedidos do veículo demonstraram sua ótima performance, o que constitui importante realização para o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e para o País, que tem seu nicho no rol dos países detentores de bens de alta tecnologia.

Além do voo de qualificação e, outro, operacional, ocorrido do Campo de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, e os cinco operacionais em que experimentos científicos europeus foram lançados do campo sueco de Esrange, outros dois lançamentos devem ocorrer ainda neste mês de novembro.

No primeiro deles, com data marcada para o dia 14, a carga útil denominada TEXUS 46 realizará experimentos científicos importantes, como a determinação de alta precisão de propriedades termofísicas de ligas metálicas em estado de fusão, para fins de modelamento de solidificação das ligas em ambiente industrial; o resfriamento sob baixa temperatura de levitador eletromagnético, dentro da cadeia de produção contínua de aço; e a medição da tensão superficial e viscosidade em amostra de PdSi (paládio-silício).

O segundo lançamento está programado para o dia 23, quando o VSB-30 levará ao espaço a carga útil TEXUS 47 com outra série de experimentos europeus, objetivando: medir os resultados da solidificação de uma “liga transparente”; obter respostas moleculares de células vegetais sob o efeito de mudanças no campo gravitacional; investigar reações gravitrópicas primárias rápidas do fungo Phycoomyces blakesleeanus, sob o efeito de micro e hipergravidade; e, por fim, verificar a convecção vibratória em zonas de flutuação de silício.

O IAE presta serviço de apoio para fins de integração do foguete no Campo de Lançamento, enviando três de seus especialistas a Esrange. Isso inclui os trabalhos de integração mecânica e pirotécnica, além dos testes elétricos necessários para cobrir as atividades de lançamento. Um serviço que continua sendo contratado pelo consórcio europeu devido à exigüidade de suas equipes.

Até que a transferência para a indústria ocorra plenamente, o IAE gerencia a produção do foguete e conduz melhoramentos em alguns de seus subsistemas e meios elétricos de solo. E, caso a demanda justifique, o meio industrial poderá aprimorar os processos de fabricação de modo a baratear a produção.

Isso significa que os resultados estão aparecendo com o seu pleno desenvolvimento tecnológico. Um motivo de orgulho para o Brasil e que deverá ser ainda maior quando o VSB-30 se tornar o primeiro foguete de sondagem nacional a ser produzido integralmente no parque industrial brasileiro.

O Foguete de Sondagem VSB-30

A missão do VSB-30 é a de impulsionar um conjunto de experimentos (carga útil) com massa de 400 kilos, em uma trajetória cujo apogeu é de 250 km, permanecendo no ambiente de microgravidade por seis minutos acima de 110 km.

A microgravidade proporciona aos experimentos um ambiente em que a única ação externa é o campo gravitacional terrestre. Durante este período, a carga útil aciona um sistema que elimina quaisquer movimentos angulares e a formação de cristais torna-se uniforme, conferindo propriedades melhores aos produtos químicos, orgânicos e inorgânicos, e a ligas metálicas.

No futuro, fábricas instaladas no espaço produzirão os produtos obtidos da experiência adquirida em vôos de foguete de sondagem e outros recursos existentes para o mesmo fim.


Fonte: Site do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)

Comentário: Apesar do título da notícia divulgada pelo IAE, ainda não foi confirmado o lançamento do foguete VSB-30 que estava previsto para ocorrer dia 14/11. O blog estará atento para qualquer notícia quanto a essa missão. Quanto à desejada e necessária industrialização do VSB-30, é preciso muito cuidado com esse processo para que não venha acontecer algo parecido com que foi colocado pelo blog no comentário feito na nota Empresa Israelense Negocia Compra de Empresa Brasileira. É necessário que esse processo seja feito por profissionais qualificados para que não se cometa erros e não se acabe perdendo o controle da tecnologia desse produto arduamente conquistada por esta instituição (IAE) que representa o povo brasileiro.

Comentários

  1. O Buzz Aldrin vai fazer palestra em Sao Caetano do Sul junto com o Marcos Pontes, para aquele projeto educacional da LEGO e para eventos no Rio de janeiro :

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u653255.shtml

    http://www.oreporter.com/detalhes.php?id=13847

    ResponderExcluir
  2. Olá Ricardo!

    Eu sei amigo, postarei uma nota mais tarde.

    Abs

    Duda Falcão

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022