AEB Promove Curso para Professores do Maranhão


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (27/11) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando que o "Programa AEB Escola", da Agência irá promover o primeiro “Curso de Astronomia e Astronáutica da Escola do Espaço do Centro de Lançamento de Alcântara (Escla)”, exclusivamente para professores do ensino fundamental e médio da rede pública do Estado.

Duda Falcão

AEB Promove Curso de Capacitação para Professores do Maranhão

Coordenação de Comunicação Social / AEB
27/11/2009


O Programa AEB Escola, da Agência Espacial Brasileira (AEB), promove, em Alcântara (MA), o primeiro Curso de Astronomia e Astronáutica da Escola do Espaço do Centro de Lançamento de Alcântara (Escla), exclusivamente para professores do ensino fundamental e médio da rede pública do Estado. A cerimônia de abertura será no domingo (30), no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), às 9h.

Ao todo, são 87 professores do Estado do Maranhão inscritos no curso, que contará com a presença de palestrantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e da Universidade de Brasília (UnB). A Escola do CLA é um projeto da AEB, em parceria com o Governo do Maranhão, Prefeitura de Alcântara, Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Centro de Lançamento de Alcântara, entre outras instituições.

A I Escla tem como objetivo disseminar o conteúdo da Coleção Explorando o Ensino, volumes 11, 12 e 13, que tratam de Astronomia, Astronáutica e Mudanças Climáticas, e capacitar os professores de Alcântara, para que possam desenvolver em sala de aula a temática espacial. “Trata-se de uma iniciativa pioneira no sentido de propiciar ao professores contato com os cursos de Astronomia e Astronáutica”, destaca o presidente da AEB, Carlos Ganem. Segundo ele, a atividade é uma maneira dos professores ampliarem o potencial e a capacidade de traduzir para os alunos, um pouco dessas Ciências, tão pouco difundidas no país.

O curso prossegue até 4 de dezembro, com duração de 24 horas/aula, dividido em oito módulos. Em paralelo, acontecerão em Alcântara, exposição da “Coleção Explorando o Ensino”, no Museu Casa Histórica; “Exposição dos 40 anos do Homem na Lua”, na Casa de Cultura Aeroespacial; Observação Astronômica, na Praça da Matriz; Planetário Inflável, na escola Dr. João Leitão; lançamento de foguetes artesanais, no campo de futebol Forte de São Sebastião e oficinas nas escolas.

O Programa AEB Escola busca a formação continuada de professores e ações educativas, entre elas, a participação em atividades de divulgação científica e apoia a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Além da capacitação de docentes, a iniciativa visa divulgar o Programa Espacial Brasileiro.

Serviço:

Exibição de Filmes e Exposição Homem na Lua
Local: Casa de Cultura Aeroespacial
Data: 30 de novembro a 4 de dezembro
Horário:10h às 16h*

Observação Astronômica
Local: Praça da Matriz
Data: 2 e 3 de dezembro,
Horários: 19h30 às 21h e das
20h às 21h

Exposição Coleção Explorando o Ensino
Local: Museu Casa Histórica
Data:30 de novembro a 4 de dezembro
Horário:10h às 16h*

Oficinas nas Escolas
Data:30 de novembro a 4 de dezembro
Público: somente para os alunos e professores

Planetário Inflável
Local: Escola Dr. João Leitão
Público: somente para alunos e professores

Curso Astronomia e Astronáutica
Local: CLA
Data: 30 de novembro a 5 de dezembro
Público: somente para professores

Lançamento de Foguetes Artesanais
Local: Campo de Futebol Forte de São Sebastião
Data: 01 de dezembro
Horários: 17h30 às 18h30

*Segunda-feira das 14h às 16h e Sexta-feira das 10h às 12h


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Maravilha é por essas e outras (poucas é verdade) que eu ainda continuo acreditando no Programa Espacial Brasileiro apesar das trapalhadas e da atual incompetência administrativa. Esse programa “AEB Escola” é um tremendo sucesso e certamente um agente divulgador e incentivador do PEB em todo país. O AEB Escola tem a preocupação em trabalhar o desenvolvimento da base futura do programa brasileiro, ou seja, nossas crianças, nossos adolescentes e nossos jovens que serão os futuros técnicos, cientistas, pesquisadores ou mesmo apoiadores do programa junto à sociedade brasileira. Parabéns a AEB pela iniciativa e por continuar desenvolvendo esse que eu considero um dos grandes (se não o maior) programas do PEB e crucial para sua própria sobrevivência.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial