Astronauta Realiza Palestra na V Jornada Espacial


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (03/11) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB) destacando a palestra do astronauta Marcos Pontes “Missão Centenário” realizada em São José dos campos (SP), nesta segunda-feira (02/03), durante a realização da V Jornada Espacial promovida pela a agência.

Duda Falcão

Astronauta Marcos Pontes na Jornada

Coordenação de Comunicação Social/AEB
03-11-2009

É possível. Filho de um servente do Instituto Brasileiro do Café (IBC) e uma escrituraria da Rede Ferroviária Federal, o astronauta brasileiro Marcos Pontes contou para uma platéia de alunos e professores de todo o país, participantes da V Jornada Espacial, como um jovem pobre do interior de São Paulo conseguiu realizar seus sonhos.

A atividade ocorreu na segunda-feira (2), por meio da palestra Missão Centenário. Pontes destacou técnicas, habilidades pessoais e competências que podem ajudar as pessoas em suas decisões. “Todo o segredo está escondido entre o evento e as nossas escolhas. Neste pequeno intervalo de tempo está o sucesso”, comentou. Pontes falou para um público ávido por conhecimento sobre persistência, determinação e os riscos da chamada zona de conforto.

Para Marcos Santana, de 15 anos, único representante do estado do Maranhão e aluno da Associação Educacional Professora Noronha (Cepron), da cidade de Dom Pedro, a palestra do astronauta ultrapassou os conceitos repassados em sala de aula. Já o professor de Geografia Vagner Lima pretende ser disseminador da Olimpíada de Astronomia e Astronáutica (OBA), organizada pela Agência Espacial Brasileira (AEB) e pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), e que oferece oportunidades aos estudantes selecionados anualmente.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Não há o que se acrescentar mais sobre esse brasileiro que é o astronauta Marcos Pontes. Esse cara é o cara, e têm prestado sua colaboração na divulgação do PEB através do país entre os jovens alunos e professores da rede pública de ensino. Um grande brasileiro e um exemplo para ser seguido.

Comentários

  1. Olá Duda,
    Não tenho dúvida sobre o valor do nosso astronauta e do seu trabalho. Afinal, não são muitos capazes de chegar à ISS. Minha pergunta, se pode me responder, é: Qual é exatamente o projeto que liga o astronauta à AEB? Ou seja, qual o contrato que une os dois. Acho que pega mal ele ficar sempre dizendo que está à disposição do Governo brasileiro em Houston. Estar à disposição não significa "trabalhando", "representando" ou qualquer outra função...
    Gostaria de saber só o nome do Projeto ou função, qual o Diário Oficial, documento, etc, que foi publicado isso. Até hoje ninguém soube do que se trata.
    Parabéns pelo blog.
    Paulo

    ResponderExcluir
  2. Olá Paulo!

    Se não estiver enganado essa é a primeira vez que você posta um comentário no nosso blog e sendo assim gostaria de lhe dar as boas vindas e também lhe agradecer pelo reconhecimento ao nosso trabalho. Paulo, suas duvidas chegam em boa hora, pois você não é único a não entender qual vem sendo realmente a contribuição do astronauta Marcos Pontes para o Programa Espacial Brasileiro. Na realidade Paulo, o astronauta não está no momento ligado diretamente com qualquer projeto de satélite, foguete ou artefato espacial da AEB, apesar do mesmo está à disposição da agência quando for necessário e atuar como um link político e de conhecimento técnico de credibilidade entre a agência brasileira e a NASA em Houston. A grande contribuição do astronauta (com certeza a maior delas) tem sido o incentivo e orientação junto a empresas brasileiras da área aeroespacial em buscar soluções para o desenvolvimento de novas tecnologias que atendam o PEB e também em particular, o que eu considero de maior relevância que é o grande trabalho que ele vem fazendo na área da educação junto a jovens brasileiros das escolas públicas e privadas (nossa divisão de base) através do país. O Marcos Pontes além de participar ativamente do programa mais exitoso da AEB, o “AEB Escola”, o mesmo é o embaixador da Fundação First no Brasil, organização sem fins lucrativos, que em inglês significa “Para Inspiração e Reconhecimento da Ciência e Tecnologia”, que possui uma vasta experiência internacional na organização de torneios de robótica entre estudantes. Com essa fundação e com a parceria da Lego Education do Brasil (que fornece os kits de robótica) Marcos Pontes vem realizando um projeto para incentivar e atrair crianças e adolescentes de escolas públicas de todo o país para as áreas de ciência e tecnologia. Além disso, o Marcos Pontes é diretor técnico espacial do Instituto Nacional para o Desenvolvimento Espacial e Aeronáutico, professor universitário, consultor técnico e palestrante de empresas da área aeroespacial.

    Forte abraço

    Duda Falcão

    ResponderExcluir
  3. Olá Duda,

    Não quero "encompridar" a discussão, mas tudo isso que falou está no site do astronauta. Minha pergunta, diretamente é: Qual o projeto para o qual está contratado. Só com contrato uma pessoa pode estar à disposição. A First, a USP, etc, são todos projetos particulares. Para com o GOVERNO brasileiro ele não tem contrato nenhum, que eu saiba. Essa é minha dúvida.
    Grabde abraço,

    Paulo

    ResponderExcluir
  4. Olá Paulo!

    Olha, é como eu já lhe disse amigo, o Marcos Pontes não está ligado a nenhum projeto de satélite, foguete, equipamento ou qualquer artefato espacial em andamento dentro do Programa Espacial Brasileiro coordenado pela AEB. A participação dele está restringida (está contratado se preferes assim) em relação à AEB com o link político e técnico com a NASA, com a divulgação do PEB em eventos promovidos pela mesma e também por estar à disposição caso o governo brasileiro (AEB) necessite dele para algum projeto de desenvolvimento com a NASA, com os russos ou qualquer outra nação onde seus conhecimentos adquiridos possam ser utilizados. Além é claro de estar a disposição caso seja acertada outra missão a estação espacial. Agora, se queres a minha opinião, eu acho que é um desperdício, mas infelizmente o nosso programa não tem a devida posição estratégica que deveria, como o governo vem alardeando pela mídia, além de ser uma verdadeira bagunça.

    Abs

    Duda Falcão

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo, uma bagunça com absoluta falta de continuidade. Por isso mesmo, continuo achando uma bobagem o astronauta anunciar que está à disposição do Governo e AEB, quando, na verdade ninguém está ligando p'ra isso. Já perguntei na AEB... eles não sabem de nada...nenhum projeto.
    Abs,

    Paulo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Janeiro de 2015 Registra Recorde de Focos de Queimadas Detectados Por Satélite

Da Sala de Aula para o Espaço