Novo Diretor da AEB Está Quase Definido


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (11/11) no blog “Panorama Espacial” do companheiro jornalista André Mileski destacando que o novo diretor da AEB para o lugar do Brigadeiro Antonio Hugo Pereira Chaves já está quase definido.

Duda Falcão

Novo Diretor da AEB Quase Definido

11-11-2009

Segundo o blog apurou em Brasília (DF), já foi definido o nome do novo Diretor de Transporte Espacial e Licenciamento da Agência Espacial Brasileira (AEB). O nome está há cerca de trinta dias na Casa Civil aguardando uma aprovação final.

De acordo com informações recebidas de fonte que acompanha o processo desde o seu início, o indicado é oficial da reserva da Aeronáutica, com passagem em institutos do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), de São José dos Campos (SP).

O indicado irá ocupar a diretoria antes comandada pelo Brig. Antonio Hugo Pereira Chaves, exonerado no início de setembro em razão de tensa discussão com o diretor-geral da Alcântara Cyclone Space (ACS), Roberto Amaral (saibam mais em "Exoneração do Brig. Chaves da AEB").


Fonte: Blog “Panorama Espacial” - André Mileski

Comentário: Esse assunto que já foi abordado aqui em diversas ocasiões (veja aqui as notas entrevista do roberto amaral da acs a revista t&d , BRAZILIAN SPACE: Coluna Merval Pereira - Uma Bomba Política , BRAZILIAN SPACE: Brigas, Influência Política e Gestão sem Controle ... ) em minha modesta opinião é um grande exemplo de como o Programa Espacial Brasileiro é mal conduzido. A saída do Brig. Antonio Hugo Pereira Chaves da AEB para satisfazer os caprichos do senhor Roberto Amaral é um exemplo da ingerência política atuante no programa e da incompetência gerencial do senhor Carlos Ganem que jamais poderia permitir que essa situação ocorresse, mesmo que lhe custasse o emprego. O brigadeiro perdeu o cargo, é verdade, mas na realidade quem perdeu foi o PEB e o Brasil. Segundo pude apurar o Brigadeiro é PhD em Engenharia Espacial em Toulouse, na França, ex-piloto da Esquadrilha da Fumaça, considerado “top gun” na Aeronáutica e tido como o maior conhecedor atualmente do país na área de foguetes. Já o senhor Roberto Amaral é conhecido por falar demais, pela sua incompetência política uma vez mais demonstrada na condução da ACS, onde o mesmo vem colocando constantemente sobre os ombros de outros órgãos do governo (interessantemente endossado pelo senhor Carlos Ganem) a sua incompetência no gerenciamento da implantação do sitio de lançamento do Cyclone-4. Vale lembrar que esse mesmo governo que ele acusa de esta sabotando suas ações é o mesmo governo que propaga constantemente internamente e no exterior a importância estratégica desse programa. Portanto há algo de muito errado nisso.

Comentários

  1. Isso mesmo, em vez de um cientista formado em administração em harvard, deve ser mais sociopata de esquerda sem noção alguma de ciência e administração, como todos idiotas e patetas do governo do Pt, e essa dilmaloyd, que afundou a Petrobrás e o Brasil pelo seu competente conhecimento de economia, como conseguirá administrar um programa espacial, que é algo muito mais complicado, deve ser para redigir pautas mentirosas e de que tudo funciona, que verbas não são desviadas e cumpanheiros politikus.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022