AEB Repassa Recursos do Satélite Amazônia-1 para o INPE


Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (03/11) no site “Convergência Digital” informando que a Agência Espacial Brasileira (AEB) repassou uma complementação de descentralização orçamentária no valor de R$ 14 milhões para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) continuar com o projeto de desenvolvimento do satélite "Amazônia-1".

Duda Falcão

AEB Repassa R$ 14 milhões para INPE Concluir Satélite Amazônia-1

:: Luiz Queiroz
:: Convergência Digital :: 03/11/2009

A Agência Espacial Brasileira (AEB) anunciou hoje (03) uma "complementação de descentralização orçamentária de R$ 14 milhões, para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) continuar com o projeto de desenvolvimento do satélite "Amazônia-1", previsto para ser lançado no próximo ano. A descentralização foi publicada na edição de hoje (03) do Diário Oficial da União.

Segundo informações do site Inovação Tecnológica , o novo satélite será o primeiro desenvolvido com tecnologia nacional e deverá levar a bordo duas câmeras, sendo a primeira também desenvolvida no Brasil, com resolução espacial de 40 m e capacidade de imageamento de uma faixa de 780 km.

"Já a câmera RALCam-3, fabricada na Inglaterra, produzirá imagens com resolução da superfície terrestre de cerca de 12 metros e com 110km de campo de visada. A tecnologia empregada nesta câmera é inédita em satélites brasileiros e permitirá a geração de imagens com maior definição, aptas, por exemplo, a monitorar o meio ambiente e prover a gestão de recursos naturais", informa o site especializado.


Fonte: Site Convergência Digital

Comentário: Apesar desse satélite ter um atraso de mais de 20 anos (o mesmo fazia parte da antiga Missão Espacial Completa Brasileira - MECB, quando era conhecido como SSR-1) é bom saber que nos últimos dois anos o programa parece finalmente ter tomado um rumo. A previsão é que o mesmo venha ser lançado ao espaço em 2011.

Comentários

  1. Pelo programa inicial do MECB previam dois satélites de coletas de dados SCD(depois ampliado para mais um) e dois SSR. O SSR-1 virou o AMAZONIA-1 e com relação ao SSR- 2 ? Será que teremos um AMAZONIA-2 ou este foi cancelado também para virar outro projeto ?

    ResponderExcluir
  2. Muito bem Ricardo, é isso mesmo amigo. Inicialmente a MECB previa dois Satélites de Coleta de Dados (SCD-1 e SCD-2) e dois Satélites de Sensoriamento Remoto (SSR-1 e SSR-2). Posteriormente falou-se também no desenvolvimento de um terceiro Satélite de Coleta de Dados (SCD-3) que acabou não sendo construído. No final foram construídos três Satélites de Coleta de Dados (SCD-1, SCD-2 e o SCD-2A). Finalmente mais de 20 anos depois o SSR-1, agora chamado de Amazônia-1, está a ponto de ser finalizado e muito provavelmente será lançado em 2011. Já o SSR-2 ficou definido que passaria a ser um satélite radar de abertura sintética conhecido com SAR, ou seja, resumindo o MAPSAR.
    Abs

    Duda Falcão

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial