Operação TEXUS 44


OPERAÇÃO TEXUS 44

Descrição da Campanha
Operação: Texus 44
Foguete: VSB-30 - VO5
Numero do vôo do foguete: 5
Data de lançamento: 07/02/2008
Horário: 11:30 (local)
Apogeu do vôo: 264 km
Local: Centro de Lançamento Esrange (Suécia)
Objetivo: Vôo de cinco experimentos europeus abordo da plataforma Texus 44.
Resultado: Sucesso Absoluto.

Carga Últil Embarcada
- Experimento TEM EML-2 (Electro Magnetic Levitator Experiment)
- Experimento TEM 06-30F
- Experimento TEM 06-BIO
- Experimento COOLCOP (Undercooling and Demixing of Cu-based Alloys)
- Experimento NEQUISOL (Non-Equilibrium Solidification, Modeling for Microstructure Engineering of Industrial alloys)

Instituições Envolvidas
ESA - Agencia Espacial Européia
EADS-ST - Aeronautic Defence and Space Company - Space Transportation
DLR MORABA - Centro Espacial Alemão
SSC - Swedish Space Corporation
KT - Kayser-Threde
AEB - Agência Espacial Brasileira
CTA - Centro de Tecnologia Aeroespacial
IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço
CLE - Centro de Lançamento de Esrange (Suécia)

Vídeo do Lançamento do VSB-30 de Esrange na Suécia

No dia 7 de fevereiro, o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) lançou com sucesso mais um foguete VSB-30, do Centro Espacial de Esrange, na Suécia. Esta foi a quinta missão deste veículo, desde o seu lançamento inaugural na base de Alcântara (MA), em 2004, e o terceiro na Europa.


Em um vôo suborbital, o foguete transportou uma carga útil da família Texus, (mais precisamente a Texus 44) da ESA (Agência Espacial Européia). Esta carga útil permite a realização de experimentos científicos em ambiente de microgravidade (neste ambiente, os experimentos estão submetidos ao campo gravitacional da terra, e a microacelerações residuais oriundas de pequenos movimentos de rotação da carga útil, que idealmente seriam nulos).

Missão - A missão do VSB-30 é impulsionar a carga útil de modo que esta permaneça por seis minutos acima de 110 km ou, equivalentemente, atinja o apogeu de 270 km, região da atmosfera em que o arrasto aerodinâmico é pequeno o suficiente para não contribuir na desaceleração da carga útil, e assim não introduzir acelerações indesejáveis ao ambiente de microgravidade. O apogeu atingido foi de 264 km.

As cargas Texus são dotadas de um sistema de recuperação, utilizando pára-quedas, e são resgatadas por um helicóptero, em um prazo de 20 minutos, para que os cientistas tenham acesso aos experimentos a tempo para análise em laboratório.

Esse vôo do VSB-30 foi precedido de sete tentativas, em que as condições climatológicas de ventos, nevascas e pouca visibilidade impediram a decolagem. A missão como um todo foi bem sucedida: o VSB-30 cumpriu a trajetória prevista; a carga útil e seus experimentos operaram corretamente; o sistema de recuperação promoveu a aterrissagem suave da carga útil; e o resgate foi tempestivo.

Ainda para esta semana, está programado o sexto lançamento do VSB-30, no mesmo local, com nova carga Texus. Em maio de 2008, o sétimo veículo deverá transportar uma carga útil Maser, também do programa científico europeu.

O VSB-30 está construindo uma história de sucesso, como veículo adequado ao transporte dos experimentos científicos nas condições exigidas. Nos lançamentos feitos no Brasil, a Agência Espacial Brasileira (AEB) designa os experimentos. Na Europa, a Agência Espacial Européia (ESA) estabelece os experimentos embarcados e é responsável pela carga útil do veículo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022