Operação Pirapema


OPERAÇÃO PIRAPEMA

Descrição da Campanha
Data do início da campanha: 15/11/2002
Operação: Pirapema
Foguete: VS-30/Orion VO2
Numero do vôo do foguete: 2
Data de lançamento: 23/11/2002
Horário: 19h18 (horário de verão)
Local: Centro de Lançamento de Alcântara-MA
Apogeu do vôo: 434,5 Km
Tempo de Vôo: 11 minutos
Objetivo: Obter medidas da energia e eletrodinâmica nas regiões E e F da ionosfera equatorial
Resultado: Sucesso total

Experimentos Embarcados

- Experimentos de interesse do DLR, do Institute for Physical Space Research, também da Alemanha, e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), cujo objetivo é investigar a energia e a eletrodinâmica nas regiões E e F da ionosfera equatorial.

Instituições Envolvidas

AEB - Agência Espacial Brasileira
CTA - Centro Técnico Aeroespacial
IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço
INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
DLR / MORABA - Centro Aeroespacial Alemão
AWT - Institute for Physical Space Research (ALE)
CLA - Centro de Lançamento de Alcântara - Alcântara-MA
CLBI - Centro de Lançamento da Barreira do Inferno - Natal-RN

O VS-30/Orion, veículo desenvolvido numa parceria entre o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE/CTA), de São José dos Campos – SP, e o Centro Aeroespacial Alemão (DLR-Moraba), foi lançado com total sucesso às 19h18 (horário brasileiro de verão) deste sábado, 23 novembro, do Lançador de Médio Porte instalado no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão.

O vôo teve a duração de 11 min. e atingiu um apogeu de 434,5 km, período durante o qual puderam ser feitas medidas da energia e eletrodinâmica nas regiões E e F da ionosfera equatorial, atendendo aos experimentos científicos a cargo do DLR e do Institute for Physical Space Research, ambos da Alemanha, e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Informações preliminares indicam um vôo perfeito, com os objetivos da missão tendo sido plenamente atingidos, confirmando a expectativa de ótima performance do veículo, como já havia acontecido no vôo realizado em Ago 2000. Isto coloca o VS-30/Orion na condição de veículo qualificado e operacional, tendo o DLR-Moraba já manifestado o interesse em realizar um próximo vôo, que provavelmente aconteça em 2004.

O vôo foi acompanhado via radar e telemedidas pelo Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), que foi utilizado como estação remota, e serviu também para validar o sistema de comunicação adotado entre os dois Centros.

Este lançamento faz parte do programa de lançamento de foguetes de sondagem coordenado pela Agência Espacial Brasileira (AEB) que, em parceria com o IAE/CTA e o CLA cumpre, uma vez mais, o objetivo de disponibilizar às instituições de pesquisa nacionais e internacionais plataformas que tornem possível a realização de seus experimentos.


15 de Novembro de 2002

Equipes do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE-CTA) deram início, na última sexta-feira, 15, a duas importantes campanhas de lançamento de foguetes de sondagem, ambas no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado no Maranhão.

Na Operação denominada Pirapema deverá ser realizado o lançamento do VS-30/Orion V02, veículo desenvolvido pelo IAE-CTA em parceria com o Centro Aeroespacial Alemão (DLR-Moraba). O VS-30/Orion é um foguete bi-estágio com 1700 kg de peso e 8,2 metros de comprimento que utiliza, como primeiro estágio, o propulsor S30, fornecido pelo IAE-CTA e, como segundo estágio, o propulsor Orion, de responsabilidade do DLR, ambos carregados com propelente sólido.

Este lançamento poderá abrir novas perspectivas de exportação para o Brasil, uma vez que o DLR-Moraba já manifestou interesse em passar a utilizar o veículo para a realização de experimentos de interesse da comunidade científica européia. O primeiro lançamento do VS-30/Orion foi realizado em 21 Ago 2000, com total sucesso. Neste segundo vôo, o foguete estará transportando experimentos de interesse do DLR, do Institute for Physical Space Research, também da Alemanha, e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), cujo objetivo é investigar a energia e a eletrodinâmica nas regiões E e F da ionosfera equatorial. Devido à natureza dos experimentos, não haverá resgate de carga útil nesta Operação.

22 de Novembro de 2002

Na sexta-feira, 22 nov, aconteceu à contagem regressiva simulada para o lançamento do VS-30/Orion, nas instalações do Centro de Lançamento de Alcântara. A contagem regressiva simulada é um procedimento adotado para que se possa realizar e checar os procedimentos que devem ocorrer no dia do lançamento e tem por objetivo verificar o perfeito entrosamento entre todas as equipes envolvidas, abrangendo os segmentos veículo, carga útil e centro de lançamento, além de confirmar se todos os módulos do veículo e equipamentos de solo do Centro de Lançamento apresentam perfeito funcionamento.

Após a simulada, não foi constatada a necessidade de nenhuma correção, o que confirmou a primeira tentativa de lançamento para 23 nov., sábado. A janela de lançamento do veículo vai de 23 a 26 nov, estando o H0 (hora do lançamento) previsto para o período entre 12h00 e 20h00.

Durante os primeiros dias de campanha, as equipes se dedicam à preparação dos propulsores S30 e Orion, individualmente, para posterior integração dos mesmos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial