Operação Parnamirim


OPERAÇÃO PARNAMIRIM

Descrição da Campanha


Data do início da campanha: 10/05/2002
Operação: Parnamirim
Foguete: Sonda III
Numero do vôo do foguete: 31
Data de lançamento: 12/05/2002
Horário: 01h47
Local: Centro de Lançamento da Barreira do Inferno - Natal-RN
Apogeu do vôo: 593 Km
Tempo de Vôo: 13 minutos
Objetivo: Coleta de dados sobre a ionosfera
Resultado: Sucesso total

Experimentos Embarcados

- Experimento F2Glow-2

Instituições Envolvidas

AEB - Agência Espacial Brasileira
CTA - Centro Técnico Aeroespacial
IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço
INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte
CLBI - Centro de Lançamento da Barreira do Inferno - Natal-RN
CLA - Centro de Lançamento de Alcântara - Alcântara-MA

O foguete de sondagem Sonda III V31 foi lançado com sucesso à 1h47 da madrugada do último domingo, no terceiro dia da Campanha Parnamirim, realizada no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Natal (RN).

O lançamento é parte do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), coordenado pela Agência Espacial Brasileira (AEB).

O V31 levou a bordo o experimento F2Glow-2 e é o trigésimo primeiro foguete da série Sonda III, desenvolvido pelo Centro Técnico Aeroespacial (CTA).

Durante pouco mais de 13 minutos um fotômetro e sensores de plasma coletaram dados sobre a ionosfera, num percurso que atingiu 593 km de altitude.

As medições realizadas pelo Sonda III irão ajudar nos estudos sobre os fenômenos que ocorrem na ionosfera - camada alta da atmosfera, entre 150 e 500 km de altitude - utilizada para telecomunicações à longa distância.

As pesquisas são coordenadas por especialistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) com a participação de professores e estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Segundo informações do CLBI, o vôo também foi acompanhado pelos radares do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, e os objetivos da missão foram plenamente alcançados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Da Sala de Aula para o Espaço

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial