Projeto MAPSAR



O satélite MAPSAR - Multi-Application Purpose SAR chamado tecnicamente de SSR-2 (denominação da antiga MECB - Missão Espacial Completa Brasileira) é fruto de uma iniciativa de cooperação entre o INPE e a Agência Aeroespacial da Alemanha (DLR - Deutsches Zentrum für Luft- un Raumfahrt e.V), para o desenvolvimento de um estudo preliminar de viabilidade de construção de um satélite, tendo como carga útil um radar imageador de abertura sintética ou SAR (Synthetic Aperture Radar).

A cooperação entre o INPE e a DLR na área de radares imageadores surgiu como conseqüência de um conjunto de fatores favoráveis, entre os quais merecem menção: a reconhecida competência da DLR em engenharia de tecnologia SAR, a experiência consolidada no INPE em aplicações com dados SAR, particularmente em ambientes tropicais úmidos, e o interesse comum de ambas instituições em estabelecer uma parceria estratégia no desenvolvimento de radares imageadores orbitais.

Concepção Artística do MAPSAR


Como conseqüência desta colaboração bilateral, foi iniciado em 2001 um estudo de viabilidade preliminar (pré-fase A) do MAPSAR (Multi-Application Purpose SAR), consolidando experiências específicas e complementares das duas agências, sendo acordado que o INPE seria responsável pela plataforma e integração do satélite, cabendo à DLR a concepção da carga útil e análise de órbita.

Na continuidade do projeto, foi realizado no INPE em abril de 2002, o I Workshop de Usuários Potenciais do MAPSAR, com a consolidação dos requisitos gerais dos usuários nacionais, em função de vários parâmetros (sensor, órbita, missão, etc.

Este estudo preliminar foi finalizado em dezembro de 2002, dando-se seqüência a fase de viabilidade detalhada (Fase A), que estava com o término previsto para 2006.

Cabe mencionar que no período de março-outubro de 2005, através do Programa de Aplicações SAR-SIPAM, uma fase de aquisição da dados para simulação de produtos MAPSAR foi conduzida, em áreas testes no território nacional (Amazonas, Pará e Bahia), com uso do sensor SAR-R99B (SIVAM-SIPAM).

Se a viabilidade fosse confirmada, o MAPSAR passaria a ser uma das opções mais consistentes de missão que utilizaria a Plataforma Multi-Missão (PMM), que se encontra em desenvolvimento no Programa Espacial pela AEB - Agência Espacial Brasileira, pelo INPE – Instituto de Aeronáutica e Espaço e por empresas brasileiras.

Fonte: Site do INPE

Comentário: O desenvolvimento desse satélite será de suma importância para o Brasil conquistar a tecnologia de radares imageadores. No entanto, esse projeto está na dependência do desenvolvimento da PMM - Plataforma Multimissão, de interesse político e de recursos financeiros para que seja concretizado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

Por Que a Sétima Economia do Mundo Ainda é Retardatária na Corrida Espacial