Motor a Propulsão Líquida L-75 do IAE


Tem se falado na rede (inclusive aqui no blog ) sobre o desenvolvimento no Brasil de motores de propulsão liquida pelo IAE - Instituto de Aeronáutica e Espaço. Até o momento segundo foi divulgado foram desenvolvidos os motores L-5 de 5kN de empuxo e o L-15 de 15 kN de empuxo.

Esses motores são movidos a etanol e oxigênio líquido e foram desenvolvidos para serem utilizados em órbita por satélites. No entanto, existe um projeto para o desenvolvimento de um motor chamado L-75 visando ser utilizado como o terceiro estágio do futuro foguete VLS-Alfa que faz parte do programa “Cruzeiro do Sul” de lançadores de satélites.

Recentemente (26/02) foi divulgado na página 17 (notícia 249) do fórum Zona Militar / Asuntos Aeroespaciales por uma pessoa de pseudônimo DELTA 22 que existe um comentário que esse motor protótipo L-75 já estaria em teste, mas que ele não tinha naquele momento como confirmar esta informação. Abaixo segue as supostas imagens dos esquemas do motor e de sua Turbobomba divulgados pela nota do DELTA 22.

Esquema do Motor L -75


Esquema da Turbobomba

Comenta-se também que o acordo de "Proteção Mútua de Tecnologia Associada à Cooperação na Exploração e Uso do Espaço Exterior para Fins Pacíficos" assinado em dezembro de 2006 pelo o Brasil com a Rússia e que encontra-se ainda em tramitação pelo congresso, contempla o desenvolvimento conjunto de motores a propelente líquido visando o programa "Cruzeiro do Sul" do IAE. Talvez o motor L-75 seja o primeiro deles, no entanto, não tenho informações concretas que confirmem essa possibilidade.


Duda Falcão

Comentário: Não tenho certeza se esses esquemas são verdadeiros, no entanto essa pessoa que se apresenta com o pseudônimo de DELTA 22 parece entender do assunto e de ser uma pessoa muito bem relacionada. Não discuto a existência do projeto do motor que já foi confirmado em algumas oportunidades pelo próprio IAE. No entanto, não tenho ainda como confirmar a veracidade desses esquemas. Caso eles sejam verdadeiros, demonstra o enorme passo tecnológico que em breve o Brasil estará dando na área de motores líquidos. Essencial para atingirmos a auto-suficiência na tecnologia de lançamentos de satélites.

Comentários

  1. Duda,

    muito bem relacionada mesmo. Só tem um detalhe: não estaria repassando muita informação?

    ResponderExcluir
  2. Olá Sengedradog!

    Tudo bem contigo?

    Olha, assim também pensei inicialmente amigo, porém agora estou certo de que as informações têm procedência, pois já foram divulgados pelo próprio IAE e eu tive acesso às mesmas. Quanto ao “Delta 22”, ele é um companheiro de luta (forista) e atua tanto no fórum argentino Zona Militar quando no fórum Defesa Brasil. No entanto, a informação sobre o motor inicialmente tinha sido postada no fórum Defesa Brasil pelo forista “Brasileiro” que autorizou então o "Delta 22" a postar no fórum argentino, que foi onde encontrei inicialmente a informação. Segue abaixo um link onde você poderá ter acesso a vários arquivos PDF que foram apresentados pelo IAE em 2005 durante a realização do 1o Simpósio Brasileiro sobre Propulsão Líquida – 1o SBPL - Intitulado “O Desafio da Propulsão Líquida no Brasil”


    Forte abraço

    Duda Falcão

    Link: http://www.aeroespacial.org.br/aab/eventosSbpl.php#material

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Top 5 - Principais Satélites Brasileiros

Da Sala de Aula para o Espaço

O CLA e Sua Agenda de Lançamentos Até 2022